Desenvolvimento pessoal e profissional

1
Yoga do Riso: conheça os benefícios
2
Como elevar a energia pessoal e profissional
3
Como ser mais otimista
4
Saúde e bem-estar nas empresas é sinal de produtividade
5
Estratégias para lidar com o stress I Levemente
6
Mulheres que mudaram a história
7
Como alcançar alta performance
8
Como ser mais feliz?
9
Fortaleça a esperança I Dose de energia positiva
10
4 dicas para controlar a ansiedade

Yoga do Riso: conheça os benefícios

Você sabe o que é Yoga do Riso? Já ouviu falar?

Aqui falamos muito sobre a terapia do riso, onde eu utilizo técnicas diversas, baseadas em conhecimentos de vários profissionais.

Já a Yoga do Riso, a qual eu conquistei a certificação internacional de líder do Yoga do Riso pela  Laughter Yoga University, foi criada pelo médico indiano Dr. Madan Kataria em 1.995 e hoje está presente em mais de 100 países e milhares de clubes do riso ao redor do mundo. E os benefícios são inúmeros: para a vida pessoal, profissional, social, para a saúde e para administrar os desafios da vida.

Nesse vídeo, da série Levemente, eu  falo um pouco mais sobre esse assunto: o Yoga do Riso.

Saiba o que é e os benefícios para você . Assista agora.

Como elevar a energia pessoal e profissional

Energia organizacional é a força que faz uma empresa funcionar.

A energia individual (sobretudo a do líder) influencia a organizacional e vice-versa.

A imagem abaixo é baseada no trabalho de Swartz, Gomes e McCarthy  e mostra o seguinte: os quadrantes da esquerda representam modos disfuncionais (energia negativa) e os quadrantes da direita representam modos funcionais (energia positiva).

Leia Mais

Como ser mais otimista

Com o otimismo, a pessoa é capaz de enxergar os desafios tendo em mente a sua capacidade de superá-los, e consegue manter o controle da sua vida, pois entende que os imprevistos acontecem a todo momento.

Martin Seligman, conhecido como o pai da psicologia positiva, realizou várias pesquisas e constatou que a felicidade pode ser cultivada e o otimismo aprendido.

Você sabia que metade das pessoas do mundo nasce pessimista e metade nasce otimista? É isso mesmo. O importante é saber que o otimismo pode ser aprendido, assim como qualquer outra habilidade.  E uma das maneiras é desenvolver os atributos que permitam potencializar os esforços que levam ao sucesso, como a resiliência. Esses atributos também estão associados a menores índices de stress. As crenças do indivíduo e a sua forma de ver o mundo estão relacionadas ao otimismo ou ao pessimismo. O otimista adota uma visão equilibrada ao encarar os problemas e o pessimista só enxerga o problema e os aspectos negativos, como senão houvesse solução.

Uma boa maneira de desenvolver o otimismo é ficar próximo de pessoas que tenham  positividade e otimismo e se espelhar no comportamento delas. Além disso, a positividade é contagiosa! O ser humano está tão acostumado a focar mais nos pontos negativos e é o que acaba sendo atraído para ele.

O otimismo proporciona diversos benefícios para a vida das pessoas, como a melhoria da saúde, os relacionamentos se tornam mais duradouros, obtêm mais sucesso no trabalho e maior realização profissional, maiores ganhos financeiros, influencia positivamente vários aspectos da vida. Além disso, existem pesquisas que comprovam que pessoas otimistas vivem em média 8 anos a mais que as pessimistas; e no mundo corporativo proporciona um aumento das vendas e da produtividade.

Então, vale a pena ser mais otimista? Comece mudando a sua forma de ver os acontecimentos, os problemas ou dificuldades e de interpretá-los.

 Quando você foca nas coisas positivas, mais coisas boas aparecem pra você. Quando você reclama das coisas, acha tudo ruim é como se você tivesse clamando por coisas ruins, ou seja, quando você foca numa direção, a sua energia corre para lá.

Existem as dez emoções chave da positividade: alegria, gratidão, serenidade, interesse, esperança, orgulho, sensação de divertimento, inspiração, amor e sentir-se maravilhado. Quanto mais você aumenta a experiência dessas emoções, maiores as chances de se viver mais plenamente, feliz e realizado(a).

E dentro de empresas é importante aumentar é chamado de engajamento social, ou seja,  fazer parte de um todo, sentir-se conectado com outras pessoas, criar laços. Essas conexões aumentam a satisfação pessoal,  aumentando a produtividade e a felicidade nas empresas.

Um ponto importantíssimo é  ter um objetivo claro e definido na vida, um propósito maior. A maioria das pessoas pessimistas não têm objetivos, não encontram um significado mais amplo da vida. Essas pessoas acabam estacionando na vida.

Eu tenho uma série de vídeos no canal do Youtube e  um e-book contendo doses de energia positiva. Eu lhe convido a assistir, ler e praticar, pois lhe ajudará  muito a elevar o seu grau de positividade, de otimismo e de felicidade.

Saúde e bem-estar nas empresas é sinal de produtividade

A  possibilidade de melhoria da qualidade de vida, da satisfação e do engajamento dos colaboradores por meio de programas que contenham informações e estimulem a prática de técnicas para prevenção de doenças mais graves e de acidentes de trabalho, promovem o aumento da produtividade, do engajamento da equipe e da lucratividade das empresas. Os locais de trabalho saudáveis eliminam ou controlam os fatores de risco da saúde física e psicológica, promovendo o bem-estar. Além disso, pesquisas apontam que os funcionários  das empresas que promovem a saúde e bem-estar estão mais de 3(três) vezes mais propensos a indicarem tal organização como estimuladora de inovação e criatividade. Isso pode parecer algo muito distante da nossa realidade, mas saiba que não é.  Grande parte de empresas, sobretudo nos EUA  já possuem esse tipo de projeto de qualidade de vida, saúde e bem-estar no calendário anual, além de programas de coaching e de prevenção do estresse. E no Brasil isso já é algo acessível e que vem ganhando adesão de diversos ramos e portes de empresas.

Aproveito para compartilhar a  visão do Instituto Nacional de Qualidadedo Canadá: “A noção de saúde e bem-estar no local de trabalho progrediu significativamente nos últimos anos. Os atuais sistemas holísticos de saúde no local de trabalho fornecem apoio em muitos níveis – físico, social, pessoal e do desenvolvimento – para melhorar a qualidade de vida geral dos funcionários, tanto dentro quanto fora do local de trabalho”.

A conscientização por meio de informações e dos conhecimentos proporcionados, das experiências e troca entre elas, da prática positiva de atividades físicas, de atividades mente-corpo como meditação ativa, mindfulness, de oficinas de alimentação saudável, de palestras, de terapias alternativas, do exercício do riso, dentre  outras, promovem um estilo de vida mais saudável e uma empresa melhor para se trabalhar, com pessoas focadas e em constante evolução. Isso tudo proporciona diversos benefícios, tanto para as empresas quanto para os profissionais.

Esse é o foco do trabalho da Isabela Capelão, na Meus Miolos. Esses programas, quando associados a um projeto de coaching  para o desenvolvimento de competências gera uma grande transformação nos profissionais, nos  líderes e no negócio. Os programas são personalizados e voltados para atender às necessidades de cada empresa,  com o intuito de estimular o bem-estar e a qualidade de vida no ambiente de trabalho, de prevenir o estresse laboral e suas consequências. E dessa maneira, aumentar a lucratividade das empresas, reduzindo custos desnecessários, como de turn-over e do absenteísmo.

Veja a seguir um vídeo que ilustra um pouco esse conceito da saúde e bem-estar no ambiente de trabalho.

 

Estratégias para lidar com o stress I Levemente

Segundo a ISMA ( Associação Internacional de Gerenciamento do Stress), o stress afeta 72% dos profissionais brasileiros. Desses, aproximadamente 30% têm a Síndrome de Burnout, que é a estafa, o ponto máximo do stress profissional. Esses dados são, no mínimo, assustadores e preocupantes.

Todos nós precisamos de uma certa dose de estresse para viver, porém o estresse em demasia afeta seriamente  o nosso bem-estar físico, mental e emocional. Para amenizar os sintomas, as pessoas precisam aprender a lidar com as suas próprias emoções e mudar comportamentos que afetam negativamente o seu desempenho.

Em primeiro lugar , aumentar a autopercepção e o autoconhecimento para então aprender a gerenciar as próprias emoção e pensamentos, aprender a lidar com os fatores estressores e com as situações desafiadoras, desenvolver recursos e habilidades internas, aumentando, assim, a sua qualidade de vida e bem-estar.

Aqui vamos apresentar, de maneira geral, estratégias para lidar com o stress, que englobam 4 aspectos: físicos, emocionais, cognitivos  e de consciência.

Físicos: praticar exercícios físicos e  alimentar-se de maneira saudável e na medida certa;

Emocionais: conhecer as próprias emoções e comportamentos, seguido do aprendizado de técnicas de controle e gestão emocional por meio do desenvolvimento de habilidades;

Consciência: relaxar e exercitar a mente por meio de práticas de mindfulness, meditação ativa, técnicas de respiração, auto hipnose, biofeedback, dentre outras;

Cognitivos: trabalhar as crenças e pensamentos limitantes, aqueles que lhe impedem de alcançar o bem-estar e a qualidade de vida.

É interessante buscar profissionais para auxiliar em cada uma das etapas. No workshop e no programa anti-stress Levemente, criados e realizados pela Isabela Capelão, são trabalhados todos esses pilares, ensinadas e executadas essas práticas,  com o objetivo de elevar o bem-estar, a qualidade de vida e os resultados de pessoas, times e organizações.

Assista o vídeo abaixo, onde eu abordo as estratégias para lidar com o stress e viver mais levemente e com mais saúde.  E acompanhe os próximos conteúdos, onde vou aprofundar em assuntos tais como meditação ativa, mindfulness, auto hipnose, dentre outras técnicas.

Mulheres que mudaram a história

O dia e mês da mulher já se passou, mas acho que é sempre tempo de utilizar exemplos de mulheres que mudaram a história, sobretudo pela coragem e ousadia. São inúmeras as mulheres, tanto famosas  quanto comuns, desde a antiguidade até os momentos atuais, que fizeram a diferença. E milhares ainda estão por vir!

Todas as mudanças  que ocorreram ao longo dos séculos, relacionadas à independência e ao posicionamento da mulher na sociedade foram  graças a mulheres corajosas, que dedicaram parte de suas vidas para mudar a história, apesar das dificuldades.

Em especial, hoje vou escrever sobre Margaret Heafield.

Gente, nada mais emocionante do que escrever sobre uma mulher que levou o homem à lua! No sentido literal da palavra. Em 1960, com apenas 24 anos, ela  assumiu um cargo de programadora no MIT, o Instituto de Tecnologia de Massachusetts, depois de obter um diploma em Matemática, numa época em que os conceitos de ciência da computação e engenharia de software ainda nem eram conhecidos. Depois disso, ela se tornou diretora e supervisora de programação de software para os projetos Apollo e Skylab, da NASA. Olha que máximo! Leia Mais

Como alcançar alta performance

Vamos iniciar com o conceito de alta performance, que é alto desempenho,  alta produtividade,  ter foco e metas claras. A alta performance é alcançar resultados com excelência, é ter um excelente desempenho no que realizar.

Muitas vezes eu observo as pessoas no ambiente de trabalho gritando, agitadas, que não param, trabalham incansavelmente, workaholic e isso não quer dizer necessariamente que elas tenham alta performance.  Ao contrário, isso pode ser  falta de foco, de controle emocional, tentando passar a falsa ideia para os outros de alta produtividade e essas atitudes impactam diretamente na performance do indivíduo. O conceito de alta performance é muito amplo, vai além dos esforços realizados, se refere também às suas atitudes, comprometimento e objetivos.

Lidar com as adversidades, com as pressões e estresses do dia a dia requer um preparo e a grande maioria das pessoas não sabe se comportar adequadamente diante dessas situações. Se a pessoa deseja prosperar,  ser alguém melhor e obter alta performance na vida, precisa trabalhar as questões emocionais também, tanto as pessoas quanto os líderes e suas equipes.

É importante ter consciência de que a alta performance não é um estado e sim um processo contínuo, em desenvolvimento constante.  Pessoas que performam são motivadas, determinadas, seguem seus objetivos, fazem os esforços necessários, enfrentam os desafios com resiliência e inteligência emocional, buscam constantemente aprender, desenvolver habilidades e aprimorar-se como ser humano. O talento por si só não garante bom desempenho, mas os seus talentos podem ser potencializados para obter excelência. Leia Mais

Como ser mais feliz?

 

Uma frase que eu gosto muito é aquela que diz que ” a felicidade não é um ponto de chegada e sim o próprio caminho”. E muitos esperam chegar à tal felicidade quando comprarem uma casa, quando fizerem a viagem dos sonhos, quando casarem, quando conquistarem uma promoção no emprego… e poraí vai. Então, as pessoas esperam alcançar algo, o sucesso, para então ser feliz. Porém, funciona de modo contrário.

A busca da felicidade é um dos objetivos fundamentais do ser humano, ou seja, uma busca universal, por isso, a ONU decidiu proclamar 20 de março como o Dia Internacional da Felicidade. Em todo o mundo, esse dia é de reflexões, de maneira a proporcionar um desenvolvimento humano sustentável, com foco no bem-estar de indivíduos, comunidades e países.

Há algumas décadas, estudiosos de diversas universidades, com destaque para as Universidades da Pensilvânia e de Harvard, se empenharam em estudos sobre a felicidade. Neste período, Martin Seligman e outros pesquisadores fundaram a psicologia positiva e o conceito do florescimento humano. Então, a felicidade passa a ser objeto da ciência (o que eu considero o máximo!) e também índice para análise de desenvolvimento político, econômico e social de nações em todo o mundo.

E tudo o que eu venho aprendendo sobre esse movimento da felicidade e da psicologia positiva, foi, a princípio, com o livro “Felicidade autêntica” , de Martin Seligman, com o livro “O jeito Harvard de ser feliz” , de Shawn Achor e com a Flora Vitória, da SBCoaching, declarada Embaixadora da felicidade no Brasil.  Acho essa mulher muito inspiradora!

Afinal, o que é a psicologia positiva? Leia Mais

Fortaleça a esperança I Dose de energia positiva

Nesse vídeo da série “Doses de energia positiva”, Isabela Capelão passa dicas para fortalecer a esperança, o que possibilita a redução do stress, aumento do bem-estar, de resultados positivos e motivação para a sua vida.

Segundo a psicologia positiva, a esperança é uma das emoções- chave para o desenvolvimento humano positivo.

Se a esperança é uma condição tão importante e afeta tantas áreas da nossa vida, devemos conhecer maneiras de promovê-la.

Então, como fazer para aumentar  a esperança?

Assista ao vídeo completo e saiba a resposta para essa questão!

4 dicas para controlar a ansiedade

 Sentir ansiedade é uma condição inerente ao ser humano, é um recurso que prepara o indivíduo para situações de ameaça e perigo. Ou seja sentir preocupação e ansiedade é normal, pois é um mecanismo de defesa e existe para nos proteger. O problema é quando os níveis de ansiedade ou preocupação são desproporcionais às situações ou quando essas respostas exageradas se mantêm de modo persistente e/ou por longos períodos.

Quando trabalho a questão da ansiedade com meus clientes, além de ensinar técnicas de respiração e relaxamento, eu também utilizo o biofeedback cardiovascular nas sessões, durante 20 minutos. O objetivo do treinamento é alcançar a coerência cardíaca. E o cliente que deseja dar continuidade, tem a opção de adquirir o equipamento para utilizá-lo em casa e manter o treinamento frequente. Além disso, utilizo recursos da hipnose e da PNL (programação neurolinguística) para reprogramação do cérebro e de auto-hipnose, para o cliente realizar em casa.

Porém, aqui me comprometi a passar 4 dicas para controlar a ansiedade, que são elas: Leia Mais

Copyright © 2014-2017. Desenvolvido por Atlas Design.