Desenvolvimento pessoal e profissional

1
Dicas para alcançar equilíbrio emocional
2
Ikigai: como descobrir o seu propósito de vida
3
Lições para levar de 2020 para a vida
4
Para 2021, vale inserir na lista ressignificar 2020
5
Planos para a virada do ciclo
6
O medo pode estar paralisando a sua vida
7
Como lidar com a RAIVA
8
Você anda triste e desanimado?
9
Como medir o humor e alcançar alegria?
10
Mindfulness: um aliado na gestão das emoções

Dicas para alcançar equilíbrio emocional

A princípio, pensar em ter equilíbrio emocional parece utopia, coisa de outro mundo. Afinal, como podemos ser equilibrados em todas as circunstâncias da vida?

O equilíbrio emocional é parte fundamental para a construção de uma vida mais saudável e feliz. Ele é uma habilidade que contribui para tornar a pessoa mais segura e confiante e também consciente dos pontos que precisa melhorar em sua vida. Ele está relacionado ao autocontrole e ao conhecimento profundo de si mesmo, além da capacidade de encontrar o ponto ideal entre a razão e a emoção.

Então, o equilíbrio emocional refere-se ao fato de saber se comportar e tomar as decisões mais adequadas, de acordo com os momentos e fases da vida. E também à capacidade de se conhecer e gerenciar as próprias emoções, sem radicalismos como 8 ou 80.

Quando o emocional está abalado é comum ter sentimentos como falta de motivação, frustação na vida afetiva, objetivos pessoais e profissionais difusos, irritabilidade, falta de concentração, comportamentos apáticos e procrastinação frente às atividades diárias. Em casos mais severos pode chegar ao esgotamento mental- burnout, episódios depressivos, insônia, crises de ansiedade e outras doenças graves. Isso sem contar na frustração por não alcançar os objetivos desejados.

Desenvolver o equilíbrio emocional pode fazer a diferença nos resultados que você obtém em sua vida e como reage ao que lhe acontece, já que pode afetar negativa ou positivamente a sua vida em todas as áreas: relacionamentos, carreira e realização profissional, prosperidade financeira, desenvolvimento intelectual e outras.

Achar esse ponto de estabilidade, auxilia na sensação de capacidade para lidar com questões como: mágoas, frustrações, decepções, orgulho, desilusão, inveja, raiva, entre outros; e contribui para que você se torne uma pessoa mais confiante e feliz, um profissional mais seguro e competente.

Se você se identificou com alguma destas questões é preciso fazer algo a respeito. Mas o que?

Leia abaixo 9 dicas e salve para alcançar maior equilíbrio emocional e ser mais feliz!

Leia Mais

Ikigai: como descobrir o seu propósito de vida

 

“Ikigai” é um conceito que vem de Okinawa, um grupo de ilhas ao sul do Japão com uma população de moradores centenários bem acima da expectativa de vida média. Muitos acreditam que o “Ikigai” é o segredo dessa longevidade. Por isso, eles acreditam na importância de se ter um propósito de vida.

A palavra consiste em iki = viver e gai = razão, então: razão para viver. Para os japoneses, se você encontra o seu “ikigai”, ou seja, algo que dê sentido à sua vida, isso o faz seguir em frente e o mantém motivado. é aquilo que estimula a pessoa a acordar todos os dias pela manhã e realizar as atividades.
Seguindo os ensinamentos do autor do livro Ken Mogi, para encontrar um motivo que faça você acordar todos os dias bem disposto e ter motivo para seguir em frente é importante partir das coisas pequenas até chegar aos grandes objetivos de vida. Este é um dentre os cinco pilares que permitem que  “ikigai” prospere.

Leia Mais

Lições para levar de 2020 para a vida

Estamos no final de um dos anos mais atípicos que pudemos presenciar (para o alívio da maioria das pessoas!). 2020 foi o ano em que tudo mudou e que fomos obrigados a nos reinventar. Estamos todos cansados e de certa forma desgastados com toda essa situação. Acredito que o mais precioso que vamos levar deste ano serão as lições e aprendizados, pois a dor nos proporciona o crescimento.
Sabemos que o próximo ano ainda será de muitas incertezas, mas que as expectativas são boas para o fim da pandemia e para a volta gradual de algumas das nossas atividades habituais.
Então, vamos aproveitar os últimos dias para refletir e pensar no ano de 2020 de forma mais positiva, além de planejar o que podemos mudar para alcançar os objetivos em 2021, a partir das lições que aprendemos durante esse período.
Eu separei 9 lições que tenham sido aprendidas pela maioria das pessoas , sobretudo aquelas que buscam o desenvolvimento.
Lição 1: Empatia e civilidade são indispensáveis para viver bem em sociedade;
Lição 2: Valorizar as pequenas coisas e  as pessoas queridas;
Lição 3: Perceber que o tempo é um recurso precioso e limitado, a vida é frágil e que somos mortais;
Lição 4: Encontrar pontos positivos e aprendizados na adversidade é crescimento;
Lição 5: Existem coisas que estão fora do nosso controle como a pandemia ou tragédias; e outras coisas que estão sob o nosso controle, como as nossas atitudes;
Lição 6: Paciência e calma são essenciais, assim como o exercício da gratidão;
Lição 7: Realizar mudanças é necessário para se adaptar às situações;
Lição 8: Cuidar da saúde física e mental ajudam a enfrentar as situações desafiadoras;
Lição 9: Autocuidado e autoconhecimento devem ser prioridades em sua vida.
E você, qual a principal lição aprendida em 2020? Compartilhe com a gente!
Queremos mais uma vez agradecer de coração a todos os nossos seguidores, as pessoas que nos acompanharam, nos prestigiaram e utilizaram os conteúdos aqui apresentados para viver de maneira mais leve e feliz. Desejamos que você possa ser grato pelo ano que se passou e crescer a partir das lições adquiridas para então abrir os braços para o novo ciclo que começa amanhã.
Desejo que 2021 seja um ano repleto de prosperidade, otimismo, saúde, felicidade, de muitas realizações e que diariamente possamos acreditar e contribuir com um mundo melhor e mais virtuoso!
Feliz 2021!

Para 2021, vale inserir na lista ressignificar 2020

O ano de 2020 nos exigiu muita paciência, disposição para realizar mudanças e tomar decisões diante dos desafios enfrentados em decorrência da pandemia. As comemorações de aniversário, as festas de Natal e fim de ano foram diferentes e o ano novo também não será o mesmo. Conviveremos com a pandemia ainda por um tempo indeterminado e isso não parece nada animador.

Muitos gostariam de esquecer o ano de 2020, pois foi um ano de imensa dor. Porém, ele será o mais lembrado porque não é possível eliminar uma experiência vivida e também não adianta mais ficar pensando em como poderia ter sido se nada disso tivesse acontecido. Por isso, uma maneira importante para começar bem o ano de 2021 é o de refletir e ressignificar o ano de 2020.

Afinal, o que significa ressignificar? Leia Mais

Planos para a virada do ciclo

Com o ano chegando ao fim, você já olhou para trás e fez um levantamento das suas conquistas?

Em um ano tão atípico e desafiador como 2020, com certeza você não é o único que deixou alguns objetivos para trás e postergou projetos para o próximo ano.

Muitas vezes, deixamos o cotidiano atropelar nossos planos, fazendo apenas as tarefas que são urgentes e esquecendo-nos de todas as coisas importantes que prometemos realizar. Mesmo considerando que a pandemia nos travou de diversas maneiras, isso não justifica 100% das falhas e projetos procrastinados.

Ao contabilizar o que alcançamos e o que deixamos de alcançar, acabamos nos sentindo frustrados. Diante disso, muitas pessoas “jogam” a responsabilidade para outros, sem assumir os próprios erros e atitudes. É comum também, diante da situação vivenciada ao longo deste ano, a mudança na priorização dos objetivos: muitos estão buscando construir em casa um ambiente que proporcione mais bem-estar, outros estão se preocupando mais com a saúde e procurando alternativas para aumentar a qualidade de vida. Leia Mais

O medo pode estar paralisando a sua vida

Faça as pazes com seu maior rival: O MEDO!

Nem vilão, nem mocinho, o medo é necessário para que a gente tome precauções com os obstáculos em nossa caminhada. Porém, não podemos ser dominados pelo medo, a ponto de bloquear as nossas ações e impedir a conquista de nossos sonhos.

Por medo de não dar certo, do julgamento dos outros, da rejeição, do fracasso, de perder deixamos de enfrentá-los, de seguir em direção aos nossos objetivos e de crescer. Leia Mais

Como lidar com a RAIVA

A Raiva é o sentimento de fúria intensa que pode manifestar-se através de agressividade física ou verbal. Acesso de fúria; cólera, ira. (Dicionário Priberam). Ela é uma das emoções básicas e é algo totalmente normal de sentir, o que muda de pessoa para pessoa é a forma de lidar e expressar essa emoção.

Embora a raiva geralmente seja uma emoção interpretada de forma negativa, também pode ser positiva. Devido à grande intensidade, no entanto, as pessoas possuem dificuldade de controlá-la. Na verdade, poucos sabem que isso é possível!

As pessoas costumam expressar a raiva por meio de gritos, xingamentos, brigas físicas e comentários ofensivos. Mas é possível expressá-la de forma boa, saudável para o corpo e para a mente.

Você possui dificuldades de lidar com momentos de intensa raiva ou conhece alguém mais intimamente?

Então, conheça essas 2 técnicas apresentadas abaixo para lidar com momentos de intensa raiva e comece a praticar agora mesmo: Leia Mais

Você anda triste e desanimado?

É muito comum nos sentirmos angustiados, tristes e desanimados, até mesmo confusos ou com raiva com essa situação em que estamos vivendo. E ninguém precisa se sentir culpado por estar assim.

O fato de aceitar-se e permitir-se ser humano é primordial. Não há por que se obrigar estar bem e feliz o tempo inteiro. É natural em um momento ou outro experimentar essas emoções negativas, sobretudo diante da situação vivida no momento. O importante é não deixar com que elas permaneçam e nem dominem.

O que precisa ser feito é estimular as emoções positivas, que servem como antídotos para as negativas, ajudando a limpar e desintoxicar a negatividade.

É conveniente observar os próprios sentimentos e reações diante do acontecimento para que haja maior clareza sobre esse processo de luto e os recursos internos para o enfrentamento. Nesse tipo de situação, buscar apoio, encontrar e conversar com pessoas nas quais se pode confiar e se abrir para sentir-se emocionalmente seguro são de extrema importância.

Além disso, é válido ter em mente que, quando se sentir dominado por emoções negativas e sem ação ou forças para realizar mudança, busque ajuda profissional médica ou terapêutica.

Por isso, hoje trouxemos algumas dicas de como se sentir bem, apesar das circunstâncias vividas nesse momento tão conturbado.

Então, como lidar com a tristeza e o desânimo? Leia Mais

Como medir o humor e alcançar alegria?

Como medir o humor e atingir a alegria?

Identificamos e expressamos o nosso humor de acordo com as emoções que sentimos. Humor é o estado de espírito de uma pessoa, a disposição ou ânimo em determinado momento.

A alegria é uma das nossas emoções básicas, está associada diretamente ao prazer e à felicidade. Enquanto a felicidade é uma sensação mais duradoura, a alegria é algo mais momentâneo.

É impossível estar alegre o tempo todo, portanto é preciso estar pronto para lidar com dificuldades e frustrações. Porém, mesmo em situações desagradáveis ou tristes, é possível mudar o estado emocional e estimular a alegria e aumentar o bom humor!

A prática da risoterapia e do Yoga do Riso estimulam as risadas e, consequentemente, a alegria e o bom-humor. Que tal experimentar?!

Para identificar o seu humor e medir seu nível de alegria é importante olhar para dentro de si e prestar atenção aos acontecimentos, pois algo externo pode gerar uma emoção e, assim, estimular ou não a alegria e mudar o seu humor. Preste atenção no que acontece para mudar o seu humor e tirar a sua alegria.

Além disso, em várias empresas ou em treinamentos é utilizado o humorômetro – mede/identifica o humor no momento – para acompanhar como anda o humor do pessoal e, quando necessário, tomar ações para estimular a alegria! Que tal fazer seu humorômetro pessoal diariamente?

Ah, saiba que a Meus Miolos têm soluções que cabem exatamente nas suas necessidades, seja para aumentar o autoconhecimento, para mudar seu estado emocional – ser mais feliz e menos estressado, ou para treinar e motivar a sua equipe ou empresa. Salve este post e compartilhe com a galera!

Mindfulness: um aliado na gestão das emoções

O que é?

Mindfulness é um estado mental de consciência plena, com foco no que é relevante no momento presente. Essa observação compreende a atenção plena em fatores externos ou internos (emoções, pensamentos e sensações físicas). Através das práticas formais e informais do Mindfulness as pessoas conseguem focar e prestar mais atenção no momento presente.

O Mindfulness surgiu em 1979, na Universidade de Massachusetts,  nos Estados Unidos. O conceito foi criado com base em estudos do professor Jon Kabat-Zinn. Ele desenvolveu um programa de oito semanas, conhecido como MBSR – Mindfulness Based Stress Reduction, com o intuito de promover mais qualidade de vida e bem-estar para um grupo de pacientes que não estava respondendo bem à medicação. Após esse período, com o sucesso da prática, foi aplicado em todo o hospital

Todas as emoções classificadas como básicas fazem parte da nossa vida com maior ou menor intensidade. São elas: alegria, tristeza, raiva e medo, além de outras como angústia, frustração, ansiedade. Tanto a escassez quanto o excesso dessas emoções significam que algo precisa ser trabalhado em nosso interior, sobretudo se estiverem afetando negativamente a nossa vida. Por isso, é de extrema importância saber reconhecer, aceitar e lidar com as emoções.

Para gerenciar as emoções, é importante conhecê-las e entender sua influência no nosso dia a dia. Nossos momentos de alegria estão completamente relacionados ao nosso bem-estar e à autoestima e fortalecem nossa energia para lidar com as situações adversas do dia a dia. Já a tristeza é caracterizada por um estado de desânimo, cansaço e solidão, e é importante para o fortalecimento e amadurecimento de quem somos, por isso, em certa medida, é uma emoção completamente normal e saudável.

A raiva moderada e controlada pode ser útil para ajudar a entender o que está errado em sua vida e buscar motivação para possíveis soluções, além disso, a liberação da raiva ajuda a descarregar uma carga de tensão acumulada. Já o medo é um mecanismo de defesa involuntário e natural, e nos ajuda a evitar situações perigosas e de possíveis riscos. Nessas situações, o cérebro é ativado, liberando substâncias que disparam o coração, tornam a respiração ofegante, entre outros aspectos. São reações de resposta ao estresse, para a nossa sobrevivência na evolução da espécie.

Permita-se sentir suas emoções, afinal, ignorá-las pode ser um gatilho para somatizar e causar prejuízos para a sua saúde. Não lute contra suas emoções e se permita senti-las, fazendo uma meditação após algum desconforto emocional.

A prática de Mindfulness ou atenção plena é uma alternativa interessante e comprovada na gestão das emoções e do estresse

Uma das técnicas mais utilizadas e estudadas na gestão das emoções é o Mindfulness ou atenção plena. Ela está relacionada à nossa disposição para aproveitar a existência de forma plena, agindo como se ela realmente importasse, vivendo o único momento que temos de fato: o presente (JON KABAT-ZINN, 2015). Leia Mais

Copyright © 2014-2017. Desenvolvido por Atlas Design.