Coaching

Coaching para líderes, empresários e executivos
Coaching para o gerenciamento do stress
Assessment Alpha

1
Planejamento para conquistar o que você deseja no próximo ano!
2
Defina metas e objetivos
3
Autoliderança: seja líder de si mesmo
4
Saiba como aumentar a autoconfiança
5
Como vencer o medo e efetuar mudanças?
6
Seja honesto consigo mesmo
7
O que é resiliência e como desenvolvê-la
8
Saúde, bem-estar e qualidade de vida
9
Como ter altos índices de responsabilidade e ser mais realizador(a).
10
3 passos para você trocar pensamentos negativos por positivos.

Planejamento para conquistar o que você deseja no próximo ano!

O fim do ano é o momento de fazer um balanço da vida, entre conquistas, erros e acertos, comemorações e agradecimentos.
 
É o momento em que muitos fazem aquela listinha do que desejam realizar no próximo ano. E que muitas vezes os tão sonhados planos caem por terra e gera uma mega frustração e desânimo.
 
Como foram os seus resultados e conquistas? Deseja potencializar?
 
Quer saber como montar um planejamento assertivo e conquistar o que deseja no próximo ano?
Assista esse vídeo agora!  Esse é o nosso presente de fim de ano pra você!
 
E para entrar muito bem em 2019, eu tenho uma notícia melhor ainda! Isso para você que deseja uma ajuda mais elaborada, um empurrãozinho para colocar tudo isso em prática e conquistar seus objetivos. Entre em contato para saber mais.

 
 

Defina metas e objetivos

 

O fim do ano é o momento de fazer um balanço da vida, entre conquistas, erros e acertos, comemorações e  agradecimentos.

Alguns já desaceleram, acreditando que o que fez esse ano já foi o suficiente e empurram para o ano seguinte alguns objetivos propostos. Outros aceleram ainda mais, para dar conta de fechar o ano cumprindo o que se propôs.

É comum, nessa época do ano, ouvir as pessoas dizendo: ano que vem eu faço ou deixa isso para o ano que vem. Ou fazendo promessas para o próximo ano, muitas das quais vêm sendo adiada há vários anos.

O melhor que se faz é imaginar o que deseja conquistar no ano que vem, ou seja, como você quer estar no final do ano que vem. Porque muita gente quer fórmula mágica, como se depois da virada do ano tudo mudasse automaticamente. E sabemos que não é assim que funciona, não é mesmo? Leia Mais

Autoliderança: seja líder de si mesmo

Antes de comentar sobre o conceito de autoliderança, acredito ser importante iniciar pela liderança.

De forma geral, as competências de um líder são: ter uma mente aberta, ter uma visão de futuro (saber onde quer chegar),  inspirar e dar exemplo, motivar,  elevar a equipe, ir atrás da visão. O líder é aquele que vai na frente, apontando o caminho e orientando.

Quando falamos em liderança, logo as pessoas associam ao mundo organizacional, a uma equipe, mas ser líder de si mesmo é uma habilidade cada vez mais necessária no mundo de hoje, sobretudo para a pessoa administrar a própria vida, tanto no exercício profissional quanto nos diversos papéis do dia-a-dia. Leia Mais

Saiba como aumentar a autoconfiança

Você já passou horas fazendo algo e depois só recebeu críticas? Ou melhor, tentou agradar alguém e só recebeu reclamações?

Já percebeu que quando tudo dá errado, os primeiros pensamentos que vêm na cabeça são de questionamento da própria capacidade? E o resultado desses pensamentos faz com que nossa autoconfiança despenque.

A  insegurança está diretamente relacionada a uma baixa autoestima, a um medo exagerado de não se sair bem, de não ser aceito, ou fazer papel de ridículo, dentre outros pensamentos negativos. Existe uma preocupação exagerada em agradar o outro.

Se você não está satisfeito com a vida, sente-se inseguro em diversas situações, desanimado e  reclamão, se compara com os outros, espera demais das pessoas, saiba que você precisa elevar a sua autoconfiança.

A autoconfiança funciona como uma peça chave para vencer e superar novos desafios,  para evoluir como pessoa e como profissional, desencadeando a partir daí uma série de benefícios.

Sabe o que acontece quando você eleva a sua autoconfiança? Leia Mais

Como vencer o medo e efetuar mudanças?

A maioria das pessoas tem medo mudança, possuem resistência, pois a primeira sensação ao pensar na palavra mudança é de desconforto.

O medo de mudar está muito relacionado à falsa ideia de que mudança traz coisas ruins, para que mexer em um time que está ganhando? É preciso tirar da cabeça a ideia de que a mudança vai trazer a derrota.

Mudanças trazem coisas novas, mas as pessoas têm medo do desconhecido, permanecem agarradas à zona de conforto. Isso ocorre com a maioria de nós, em algum momento da vida nos sentimos tentados a permanecer confortáveis.

A zona de conforto é aquele lugar que nós estamos habituados a estar, onde é agradável e prazeroso, que gera acomodação. E sair da segurança, trocar o certo pelo duvidoso, daquilo que estamos acostumados, dói. Nós seres humanos fomos acostumados a agir de maneira a economizar energia, por isso buscamos o caminho mais curto, o trabalho mais fácil. Leia Mais

Seja honesto consigo mesmo

Sabiamente, Renato Russo já disse em uma de suas composições que mentir para si mesmo é a pior mentira.

Se você mente para si e começa a acreditar que tal coisa é uma verdade está cometendo a maior das desonestidades, o que interfere na maneira que você se comunica, se relaciona e encara a vida.

O auto engano é um mecanismo de defesa muito comum no ser humano e, uma vez ou outra, já nos deparamos mentindo a respeito de algo, como por exemplo o peso, a altura, a idade, aumentamos ou reduzimos o tamanho de um acontecimento ou o  tamanho dos nossos resultados, da nossa performance, dentre outras situações.

Qualquer atitude, por mais negativa que seja, tem sempre um motivo, uma utilidade,um ganho secundário por trás daquela intenção. Por exemplo, quando colocamos o relógio para despertar alguns minutos mais cedo é para nos enganarmos e acreditarmos que vamos dormir mais. Leia Mais

O que é resiliência e como desenvolvê-la

A resiliência é um conceito que vem da física e é a capacidade que um material tem de não se deformar, de absorver impacto, quando submetido à pressão ou desgaste e voltar ao seu estado natural.

Transferindo esse conceito para nossa vida, uma pessoa resiliente é aquela que se adapta a situações de conflito, a mudanças, a situações de pressão sem se abalar emocionalmente, sem perder o controle, sem prejuízos da saúde física e emocional, sem ser afetado por elas de maneira negativa e permanente.

Pessoas que possuem a capacidade de superar dificuldades, adversidades e de se recompor, de se recuperar, conseguem realizar mudanças e se adaptar a elas com mais assertividade. As pessoas que desenvolvem a resiliência costumam ter pensamentos mais adaptativos, que visam possibilidades diferentes de ação. Elas conseguem criar mais estratégias para resolução de conflitos. Leia Mais

Saúde, bem-estar e qualidade de vida

saúde blog

A definição de qualidade de vida é muito ampla, e cada indivíduo ou instituição, organização tem um conceito para tal. E tem relação com o equilíbrio, com a redução do estresse nas situações cotidianas, a fim de alcançar saúde e bem-estar.

Vai muito além da saúde física, abrange o estado psicológico e emocional do indivíduo, as relações e ambientes sociais, os significados e valores, o tempo de sono e de atividades de lazer, a rotina profissional, a espiritualidade, aprendizagem, o estágio da vida, o país de origem, as necessidades básicas, as ambições e os desejos individuais, tudo influencia na hora de definir quando se vive com qualidade.

Mesmo que não haja uma definição estabelecida para qualidade de vida, alguns órgãos tentam calcular o bem-estar social. O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), por exemplo, é uma maneira oficial e padronizada de medir a qualidade de vida da população de determinada região. Ele leva em consideração três dimensões: vida longa e saudável: expectativa de vida ao nascer; acesso ao conhecimento: média de estudo e anos esperados de educação formal; padrão de vida decente: PIB/PPC per capita. Leia Mais

Como ter altos índices de responsabilidade e ser mais realizador(a).

 

Hoje o papo aqui é comprometimento, autorresponsabilidade, accountability. Essas três palavras não são necessariamente sinônimos, porém acredito que se complementem, estão interligadas.

Uma das habilidades mais valorizadas no mercado de trabalho e dentro das empresas é o comprometimento, essencial para um bom profissional. Pessoas comprometidas fazem o seu melhor todos os dias, possuem o tal “sentimento ou espírito de dono”, se responsabilizam por suas ações.

Accountability é como se fosse uma responsabilidade global, como por exemplo um líder que é responsável pelos seus resultados, pelos seus atos e por seus subordinados ou pais que são responsáveis pelas suas atitudes e pelo comportamento dos filhos crianças.

  • O que faz uma pessoa sair simplesmente do que é obrigada a fazer e fazer o algo mais, acontecer?

– O propósito de vida bem claro e o autoconhecimento;

– Quando a pessoa percebe o impacto que a sua ação pode gerar nos outros, seja negativo ou positivo, pode motivá-la a agir de maneira mais proativa;

– Quando houver uma maior consciência por parte da pessoa que quando um ganha, o outro também pode ganhar e não necessariamente o sujeito que ganha está “dando rasteira ou pernada” em alguém.

Existem muitas crenças culturais envolvidas nesse contexto e é importante confrontá-las, questioná-las, para que você não seja apenas mais uma vítima da sociedade……

E quais seriam algumas ações para se tornar mais comprometido, autorresponsável ou desenvolver a habilidade de accountability? Leia Mais

3 passos para você trocar pensamentos negativos por positivos.

Tome mais uma dose de energia positiva !

Conforme apresentado abaixo, as estatísticas e pesquisas indicam que uma mente  normal produz 60.000 pensamentos por dia , sendo 95% automáticos e 80% negativos. Parece mentira, mas não é….

   Agora imagine como seria se você conseguisse trocar pelo menos metade desses pensamentos negativos por positivos… Saiba que isso é possível por mais estranho que possa parecer.

IT DOES NOT DO TO DWELL ON DREAMS, (1)

Sabemos que os pensamentos geram emoções, que geram sensações físicas e comportamentos. Portanto, os pensamentos tem um forte poder sobre nossas ações e emoções. Quem atribui emoções aos fatos é você!

E se esses pensamentos negativos forem aumentando a sua intensidade podem se tornar transtornos psicológicos e afetar o equilíbrio da sua vida, a sua forma de agir e de reagir diante das situações. E assim  é criado um padrão destrutivo.

Como fazer para trocar pensamentos negativos por pensamentos positivos? Leia Mais

Copyright © 2014-2017. Desenvolvido por Atlas Design.