A vida é uma viagem

Você já parou para pensar em como a vida é semelhante a uma viagem? Não importa se é de trem, ônibus, carro, avião ou navio. Se transportar para um outro lugar é mágico e, mesmo passando alguns “perrengues”, recebemos grandes aprendizados. A experiência é avassaladora e tem uma algumas coisas em comum em ambas as jornadas: a surpresa e a descoberta do desconhecido. Afinal, nunca sabemos o que esperar de fato, de como será a trajetória, assim como a vida. Tudo acontece no momento presente, mesmo que tenhamos visto fotos, vídeos, lido roteiros, criado expectativas. No final, a experiência é única e pessoal.

Sabe quando você está planejando e sonhando com uma viagem a muito tempo? Você reserva um tempo para pesquisar, pergunta a conhecidos que já estiveram no local para passar dicas, compra as passagens e reserva a hospedagem e fica ansiosamente aguardando o dia da partida. Há os que gostam mesmo de se aventurar e cortam algumas das etapas anteriores.

Enquanto estamos viajando tudo é muito bom e, na maioria das vezes, uma novidade! No entanto, mesmo com tudo planejado e o roteiro seguido “à risca”, ainda sim ocorrem imprevistos e dificuldades – assim como na vida. Um restaurante que você estava com vontade de ir e não existe mais, pegar chuva na praia, passar mal durante a viagem, chegar naquela cidade no dia em que é feriado, enfrentar as barreiras da língua, aquela companhia que não “bate” com você. Afinal, não temos controle sobre tudo e também cometemos erros, como qualquer ser humano.

E assim é a vida. Por mais que busquemos seguir um roteiro, planejar tudo do jeito que queremos, tudo pode acontecer! Uma demissão não esperada, uma doença de um ente querido, uma briga com um amigo, uma notícia que pode abalar o psicológico, uma escolha errada e tantas outras situações. De qualquer forma, não podemos nos deixar levar pelas incertezas, medos e negatividade. É importante lembrar que, mesmo após a turbulência, precisamos voltar para “casa”, que é a nossa essência, nossa verdade e nossos valores.

Então, não deixe para aproveitar a vida somente enquanto está viajando ou ao chegar ao destino. Sorria, cante, dance, chore, grite, dê gargalhada, encare, reflita, desbrave, despreocupe, assuma riscos, experimente e viva!
A vida é uma só e nunca saberemos quando essa viagem termina…

A vida e a viagem estão inter-relacionadas de uma outra maneira, que vale a pena ser considerada. Viajar pode ser uma jornada para dentro de si mesmo, nos permite conhecer o mundo exterior e nos conectar com o mundo interior, ou seja, a viagem pode ser uma maneira incrível de se autoconhecer.

Como assim?

Ao viajar, aumentamos o nosso conhecimento sobre novas culturas, vivemos novas experiências, saímos da zona de conforto e nos desconectamos daquilo que temos costume, o que nos permite nos perceber de um jeito diferente e nos descobrir,  nos entender, sem tanta interferência externa e longe das rotulações já criadas em torno de nós. Além disso, somos “obrigados” a nos fazer entender e entender o outro e, para isso, temos que utilizar de todos os artifícios para nos comunicar, seja falando outra língua, entendendo a outra cultura e ambiente físico, gesticulando, trocando experiências, se vestindo de outro jeito, enfim. E toda essa vivência é muito enriquecedora, pois o mundo externo nos possibilita refletir sobre o nosso mundo interno.

Por isso, quando viajamos, o mais interessante é desvencilharmos do que ficou de onde saímos. Se você viaja para outro país – ou mesmo para outra região do país onde mora, e fica preso a comer o que tem costume, a ir a lugares similares aos que frequenta onde mora ou só reclama com as diferenças e barreiras, você não conhece a cultura e os costumes daquele povo e nem vivencia a experiência por completo.  É preciso se jogar no novo!

Além disso, a sensação de liberdade, o contato com a natureza, a contemplação das paisagens e da beleza, os detalhes ao longo do caminho e as pessoas que conhecemos elevam a vida a outro patamar.  E aquelas viagens que fazemos depois de muito pesquisar e sonhar, quando finalmente conhecemos ao vivo e a cores todas as belezas e histórias por trás daquele destino ou então com aquelas pessoas especiais num lugar paradisíaco onde dar risada, conversar, conhecer os pontos turísticos e tirar fotos é o que importa. Experiências fantásticas e muita história para contar!

Fazer viagens com o intuito mais espiritual (não é religioso!) tem um poder ainda maior e nos proporciona mais reflexão, conexão interna, uma visão diferente de enxergar as coisas, de reagir, de repensar sobre os nossos comportamentos, a possibilidade de realizar mudanças, de se conectar com o universo e com o divino.  Isso é autoconhecimento!

Em dois outros posts aqui do blog, eu relatei sobre uma viagem que fiz à Índia e o fato de ter possibilitado me reconectar comigo mesma . Confere lá clicando nos links.

É muito gostoso viajar e saber que, a cada viagem, nos conhecemos mais e nos tornamos pessoas mais livres e mais conectadas à nossa essência. E não é preciso ir tão longe para viver tais experiências, têm tantos lugares pertinho da nossa cidade,  estado e país que valem a pena conhecer e proporcionam também autoconhecimento. Que tal fazer uma lista das próximas viagens que deseja fazer com esse intuito de lavar a alma, de conectar corpo e mente? Seja uma cachoeira, uma praia, em alto-mar, nas montanhas…..a escolha é sua, pois até a escolha do local e do estilo de viagem já diz algo (ou muito!) sobre você.

A jornada MV- Mapa da vida é uma viagem pelo autoconhecimento que te conduzirá à conquista dos seus objetivos e sonhos, com destino a uma vida mais feliz, leve e realizada. Será uma viagem incrível, onde eu serei a sua guia junto com uma bagagem cheia de surpresas e experiências. Que tal embarcar nessa viagem?

Continue nos acompanhando para saber mais, entre em contato para conhecer os detalhes e se programar para a experiência que vai transformar a sua vida!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Copyright © 2014-2017. Desenvolvido por Atlas Design.