Tag - o que fazer em momentos difíceis

1
O que fazer quando tudo parece perdido
2
Janeiro branco o ano todo
3
Dica para lidar com a dor e viver experiências incríveis.

O que fazer quando tudo parece perdido

Talvez você já tenha ouvido falar em cansaço físico, mas não tenha parado para refletir na correlação que existe entre corpo e mente, e como elas andam sempre lado a lado.⁣ 💭

Vivemos em uma rotina, onde fomos ensinados a persistir e permanecermos fortes diante das situações. Essa exaustão mental é a consequência da necessidade de sermos fortes o tempo todo, de dizer sim para tudo.
Isso vem se tornando uma queixa comum, entretanto, ocasiona um esgotamento das capacidades mentais, cansaço constante, desconcentração, falhas na memória, ansiedade, irritação, falta de motivação, sono turbulento e outros.

⁣Talvez você esteja passando mais tempo ocupado do que sendo produtivo, fazendo mais coisas por obrigação do que por escolha.

Esses são sintomas do estresse. Você se identifica com alguns deles? Comente aqui abaixo. Leia Mais

Janeiro branco o ano todo

Em janeiro é realizada a campanha “Janeiro Branco”. Essa campanha é dedicada a evidenciar a saúde mental das pessoas. E, mesmo estando nos últimos dias do mês, sempre é tempo de falarmos sobre a importância da prevenção ao adoecimento psíquico.

Você já reparou que, quando uma pessoa quebra o braço, ou a perna, todos saem correndo com essa pessoa para hospital a fim de ser engessado ou imobilizado o membro quebrado? E quando aquela queimação de estômago começa a aborrecer, sempre pensamos em consultar um gastroenterologista para identificar se existe alguma gastrite ou outra complicação? E aquelas dores nas costas, que não nos deixa dormir?
Mas, e quando o problema é emocional? Buscamos o profissional adequado ou pensamos que aquele sentimento é uma bobagem que logo vai passar?
Nesses casos temos a tendência a buscar atendimento médico – quando aquele determinado sintoma está nos incomodando muito – ou até mesmo optamos pela automedicação. (Não façam isso! Para uso de medicamentos, sempre consulte um médico!) Mas, qual a nossa atitude quando o problema é emocional? Você já parou para pensar que alguns desses desconfortos e sintomas, inclusive, podem ser causados por algum transtorno emocional?

Uma das grandes causas de estresse e do adoecimento mental estão correlacionadas ao trabalho. Ou, se considerarmos o momento socioeconômico do país, a falta dele também. Acúmulo de função, sobrecarga de serviço, assédio moral, falta de adaptação com a empresa ou setor, medo de perder o emprego… enfim, inúmeros podem ser os fatores estressores.
Segundo a Secretaria de Previdência, os afastamentos do trabalho por transtornos de ansiedade cresceram 17% em quatro anos, passando de 22,6 mil concessões de auxílio-doença, em 2012, para 26,5 mil em 2016. Além do afastamento do funcionário de sua atuação profissional, antes disso, o adoecimento mental pode provocar queda na produtividade, deterioração das relações entre os funcionários, pouca cooperação, perda da eficiência profissional e o adoecimento em si, com todos os seus sintomas físicos e psíquicos.
A melhor medida de atuação para lidar com a saúde mental ocupacional, no entanto, é a prevenção. É fundamental que a área de Recursos Humanos, juntamente com os gestores de equipe, introduza em sua programação, intervenções com foco no desenvolvimento da qualidade de vida e do bem-estar de suas equipes. O “Janeiro Branco” deve ser trabalhado e vivido durante todo o ano, pois, afinal de contas, uma empresa é feita de pessoas – seres emocionais e subjetivos. E para que os resultados sejam positivos, é fundamental que estas pessoas estejam saudáveis e felizes.

E você, já cuidou da sua equipe hoje? E sua saúde mental, está bem?

Cuide-se! E se precisar de ajuda, procure um profissional adequado para lhe auxiliar. Não deixe sua saúde em segundo plano!

“Quem cuida da mente, cuida da vida!”

Mais informações sobre a campanha “Janeiro Branco”, no site: http://janeirobranco.com.br/

Fonte: ALEGRETI, L. CANCIAN, N. Crise amplia casos de afastamento do trabalho por ansiedade.
Para acessar:
Clique aqui.

Texto escrito por Adriana Lopes
31 9 97332555
[email protected]
http://br.linkedin.com/in/adrianapaulas

Dica para lidar com a dor e viver experiências incríveis.

Meu convite hoje é para os que desejam viver momentos incríveis!
Viajar pelos caminhos do aprendizado e da experiência. Isso é viver!
Permita-se fazer da dor a sua aliada
Passar por momentos de dor, nós todos passamos. Você não será o primeiro e nem o último, então aprenda a enxergar a situação por outro âmbito, a lidar com a dor.
Lembre-se que as coisas não acontecem por acaso e que essas experiências fazem  de você o que você é hoje e o que irá conduzí-lo adiante. O conhecimento que você adquiriu experimentando e vivendo que te proporciona crescimento e transformação.
Sem dúvida nenhuma as coisas acontecem para você aprender algo com elas, para crescer, para evoluir e passar para a próxima etapa: mais forte, mais preparado e mais experiente.

Sorrisos, olhares, momentos de alegrias, amigos, relaxamento, diversão. Quantas experiências foram tão prazerosas que pareceram durar apenas um instante? E quantas pareceram durar uma eternidade? Talvez nem todos esses momentos tenham sido felizes… mas ainda assim podemos ter aprendido algo com eles.

Eu, assim como muitos de vocês, já passei por situações difíceis, sem escolhas, momentos dolorosos; e  nesses momentos nós tendemos a enxergar somente uma opção, que normalmente são as mais fácil ou até mais automáticas, mais óbvias para nós.
E a minha pergunta hoje é: o que você escolhe fazer?
Lamentar e reclamar, se fazer de vítima, culpar os outros, não querer enxergar novas alternativas; ou entender que não tem como mudar a situação naquele momento e que é possível mudar o que sente em relação à ela, o que pode fazer em relação à ela, a maneira de lidar com aquela dor e buscar novas alternativas?
E aí é que está a sua escolha e o seu domínio sobre a própria vida. 
Isso mesmo, você tem escolhas! Vejo poraí muita gente dizendo que não teve escolha em determinada situação: só encarar as coisas desse jeito já foi uma delas!
E então o que fazer diante de situações que causam dor?
A solução está nas perguntas certas, as perguntas que faz a si mesmo.
Seguem algumas dicas de perguntas para se fazer nesses momentos dolorosos:

Leia Mais

Copyright © 2014-2017. Desenvolvido por Atlas Design.