Tempo, tempo…. encontre o seu tempo

Segundo o filósofo Sêneca, “o tempo é uma coisa imaterial que não aparece aos olhos e, por essa razão, é muito pouco valorizado”.

Tempo é um recurso escasso ou abundante, depende do significado e como é usado por cada indivíduo. Porém, não podemos negar que é um recurso fundamental e entregue igualmente para todos, não é renovável, nem recuperável ou substituível.

Existem diversas interpretações do tempo, depende do viés, que pode ser político, histórico, filosófico ou subjetivo.

O valor do tempo está relacionado com a relação entre o esforço e o impacto, e ocasiona uma certa pressão, sobretudo quando são consideradas atividades remuneradas e não remuneradas.

São várias as maneiras de utilizar o tempo de forma  eficaz: estabelecimento de metas, planejamento de tarefas, elaboração de listas, organização da rotina, priorização, entre outras formas de otimizar o tempo.

Tudo isso depende dos valores, objetivos pessoais e do contexto. A autoconsciência em relação ao tempo nos possibilita encontrar maneiras de melhor utilizá-lo.

Sempre é tempo para fazer o que deseja, seja recomeçar ou se reinventar. Qualquer situação ou adversidade nos permite abrir novas portas, conhecer novos lugares, novas pessoas, reformular sonhos, criar novas estratégias, executar planos, recolher para reflexão.

Tempo de ouvir a si mesmo:

Escutar a si mesmo para descobrir os verdadeiros sentimentos, a pura essência, a maneira de ser e de comportar, se autoconhecer.

Algumas vezes é preciso tomar decisões  ou agir ouvindo a voz do coração, seguir a intuição, perceber mais profundamente os desejos e as próprias necessidades, sair do modo superficial.

Procuramos lá fora por respostas que estão dentro de nós mesmos. Então esse pode ser o momento de buscar mais a voz do coração.

Tempo de recomeçar:

Recomeçar e fazer o que foi deixado para trás, tirar os planos que ficaram guardados na gaveta, os desejos esquecidos ou desacreditados.

Talvez essa seja a hora de identificar o que deu errado,  encontrar novas maneiras e recomeçar; resgatar a coragem e dar um start diferente em algum aspecto da vida.

O recomeço proporciona a oportunidade de fazer diferente. Inspire-se em pessoas que se reinventaram, faça um planejamento, crie planos de ação e siga em frente acreditando em si mesmo.

Tempo de desapegar:

Desapegar de coisas que não fazem mais sentido, de excessos que parecem supérfluos para o momento ou de pessoas que hoje já não são tão importantes.

Desapegar de sentimentos que foram guardados por muito tempo e que precisam ser renovados.

Desapegar-se de crenças que fizeram parte e protegeram durante um longo período da vida, e que hoje limitam e precisam ser ressignificadas.

Desapegar é viver honestamente. O desapego nos liberta!   

Tempo de ficar com quem te faz bem:

Somos seres sociais e precisamos de outras pessoas, de convívio, de afeto e carinho.

Conversar, expor sentimentos,  emocionar junto, fazer um cafuné, isso tudo nos acalenta nesse período. É gostoso relembrar momentos alegres, rever fotos, e curtir um ao outro.

O bom é aproveitar o tempo ao lado de quem nos faz sentir bem.

           Tempo de mudar:         

Mudanças são consideradas difíceis, porém elas fazem parte do fluir da nossa vida, são inevitáveis.

Por mais doloroso que pareça, é preciso coragem para enfrentar o que aflige e agir; de perceber e mudar o necessário, de mudar pensamentos ou hábitos para readaptar-se à situação. E então crescer, evoluir.

Talvez esse seja o seu tempo de mudar e iniciar esse novo ciclo rumo ao crescimento.

Tempo de aprender:

Aprender envolve adquirir conhecimentos ou habilidades práticas, expandir a mente e progredir.

Sempre é tempo de aprender e em meio a situações adversas, desenvolver novas maneiras de enxergar a vida pode ser uma boa solução. E isso pode ser feito por meio de cursos, leituras, reflexões, novas práticas e descobertas.

Talvez esse seja o momento de dedicar ao aprendizado.

Tempo de dar uma pausa:

Esse pode ser o momento de parar um pouco para descansar o corpo e aliviar a mente e o espírito.

A pausa é importante para todos nós, e quando é compulsória nos liberta de qualquer culpa ou competitividade que esse mundo VUCA possa ter estabelecido.

O mundo inteiro está em stand by. Quem sabe esse é o momento de dar uma pausa nos pensamentos acelerados, na pressa, no querer fazer e dar conta de tudo, na constante necessidade de fazer alguma coisa.  E parar.

E você, o que tem feito nesse tempo? Conte pra gente!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Copyright © 2014-2017. Desenvolvido por Atlas Design.