A síndrome Alpha

alphaA primeira letra do alfabeto grego é a alpha que denota o “primeiro de tudo”. Os pesquisadores de animais usam a palavra para identificar uma posição dominante, aplicando-a ao líder do grupo, que está em primeiro lugar tanto em poder quanto em importância.

Entre os seres humanos, um alpha é definido como uma pessoa que tende a assumir um papel dominante em situações sociais ou profissionais ou que acreditam possuir as características de liderança e confiança. O termo significa uma pessoa poderosa, de personalidade forte e com um conjunto específico de características.

Então, alguns seres humanos caracterizam-se com algumas habilidades especiais e por possuírem essas habilidades, estão sujeitos a riscos muito maiores, caso não sejam bem administrados. Quando usam adequadamente a coragem, a confiança, a energia, o espírito de luta tornam-se competitivos líderes em qualquer situação. Porém, os riscos de estresse e outras doenças, além de relacionamentos conturbados são altos para os líderes alpha. Esta forma difícil que muitos deles escolhem para trabalhar nem sempre é a mais adequada para o ambiente corporativo atual. Por isso, o melhor é minimizar esses riscos, conhecendo-os e trabalhando-os de forma a valorizar os pontos fortes e minimizar ou transformar os com
portamentos que limitam sua eficácia.

Corajosos e auto confiantes são motivados por ideias audaciosas e inovadoras e por objetivos ambiciosos, correm atrás dos objetivos com unhas e dentes. A outra parte composta pelas características negativas podem acarretar desde pequenos problemas pessoais até desastres organizacionais. As pessoas em geral admiram sua competência e determinação, mas detestam se reportar ou trabalhar com esses líderes alphas. A maioria das queixas no mundo corporativos são sobre os machos alpha. Esses líderes se tornam agressivos em busca de resultados, ultrapassando seus limites e exigindo demasiadamente o bom desempenho dos demais; pensam que estão sempre certos, explicam as coisas muito duramente, convencendo. Se os outros não entendem, explicam mais alto e energicamente.

competitivo

As fêmeas Alpha possuem as mesmas características dos machos, porém os homens são mais propensos que as mulheres a possuírem os riscos alpha e é mais provável que o homem se torne mais cruel, violento e intimidador, mesmo que as mulheres sejam agressivas, competitivas e propensas a raiva. Estas observações foram confirmadas em pesquisas: a pontuação dos riscos é muito mais elevada nos homens.

O Assessment Alpha tem como objetivo identificar os pontos fortes e riscos alpha dentre as várias habilidades e aumentar a consciência do seu estilo de liderança de maneira a focar a sua atenção no desenvolvimento.

Existem quatro categorias para definirem esses líderes alpha: os comandantes, os visionários, os estrategistas e os executores. Nessa avaliação será possível identificar o seu tipo de liderança (Alpha ou Beta), em qual categoria você se enquadra e em qual grau para, assim, poder maximizar seus pontos fortes e fortalecer seus pontos fracos. Machos e Fêmeas Alpha precisam aproveitar ao máximo seus dons de liderança ao mesmo tempo em que protegem a sua equipe.

Então, o trabalho do coach com alphas  é ajudar a mobilizar os seus formidáveis pontos fortes e minimizar os riscos potenciais, desenvolvendo formas mais eficazes de comunicação e colaboração com os outros. E o primeiro passo é fazer com que vocês, machos e fêmeas Alpha, se conscientizem dos riscos advindos do seu próprio comportamento. A chave é a substituição do comportamento disfuncional por novos e saudáveis hábitos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Copyright © 2014-2017. Desenvolvido por Atlas Design.