O bolo de aniversário

bolo de aniversário

No dia 12 de outubro, Carmelina fazia 3 anos e sua mãe organizou uma festa para a comemoração do seu aniversário.

A semana foi intensa com a preparação de tudo para a festa e Clóvis, o irmão de Carmelina, acompanhou todo o processo, sobretudo enquanto a mãe fazia os docinhos e o bolo de aniversário. Ele até ajudou a enrolar os brigadeiros da maneira como a mãe lhe ensinou: colocava manteiga na mão, enrolava a massa redondinha e depois banhava no granulado, que naquela época não existia colorido. Sentiu-se orgulhoso por poder ajudá-la na cozinha e participar da preparação da festa da irmã mais nova.

Tudo pronto e era só esperar o tão especial momento da festa. Há os que dizem que o melhor da festa é esperar por ela e Clóvis compartilhava desta ideia, sobretudo depois do ocorrido.

No momento dos parabéns, todos os convidados entre vizinhos, amigos e familiares estavam ao redor da mesa e o bolo enfeitava a mesa próximo à aniversariante. Ele tinha o formato redondo e fora feito de pão de ló com cobertura de chocolate Nestlé e uns confetes para torná-lo mais bonito e apetitoso.

Foram acesas as velas acompanhadas da canção de parabéns e de muitas palmas. Carmelina sorria e batia palmas para si mesma, feliz com a comemoração do aniversário. Assim que terminou, antes mesmo de começar a partir o bolo, Clóvis começou a cantar:

– O bolo foi feito na lata de cera! O bolo foi feito na lata de cera!

Todos começaram a rir surpresos com a informação, inclusive Carmelina, que não sabia do que se tratava e desandou a bater palmas. A mãe ficou nervosa com Clóvis deu uns cascudos nele, além de um castigo.

Depois daquele dia, Clóvis passou um longo período sem querer ver e muito menos comer pão de ló com cobertura de chocolate, devido à dor de barriga provocada por ter que comer o bolo inteiro! E ele nunca mais contou os segredos de cozinha da mãe, que usara a lata de cera como forma para o bolo de aniversário.

Não sei direito como foi o episódio, mas essa frase cantada de que o bolo fora feito na lata de cera era tão dita pela minha mãe e pela minha avó que não contive em criar uma estória especialmente para contá-la neste blog.

Um comentário

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Copyright © 2014-2017. Desenvolvido por Atlas Design.