Como manter relacionamentos saudáveis

O que é um relacionamento saudável para você ? É bom pensar sobre isso, pois muitos vivem em relacionamentos afetivos abusivos ou disfuncionais e acreditam ser daquele jeito mesmo, que não há possibilidade de mudança.

O relacionamento saudável é aquele que oferece bem-estar, satisfação e prazer para ambas as partes, onde existe respeito, atenção, cuidado, diálogo, carinho, cumplicidade, admiração e outras coisas mais.

Relacionamentos em que as pessoas não impõem os seus limites e não existe respeito tendem a se tornarem tóxicos ou disfuncionais. E podem até ocasionar problemas financeiros, sexuais e sintomas como estresse, raiva, ansiedade, angústia, depressão ou doenças graves. Por isso, estabelecer limites é essencial para ter relações saudáveis com as pessoas ao seu redor, tanto relacionamentos afetivos como familiares, profissionais e de amizades.

Quando você se sente incomodado ou invadido em relação a alguma coisa, comece a refletir sobre os seus limites e sobre o por que tem aceitado algumas situações e pessoas na sua vida que te fazem mal. Essas reflexões são formas de se autoconhecer e vão te ajudar a sair da insatisfação e da dor para uma vida de relações saudáveis e conquistas pessoais, profissionais e financeiras.

Tenha em mente que você deve ser sua prioridade. Então, pense e respeite a si mesmo em primeiro lugar, mesmo que isso desagrade os outros.

Seguem algumas dicas que vão ajudar você a impor limites em suas relações:

  • Busque o autoconhecimento: quando você se conhece melhor, é mais fácil definir os seus limites e os impor aos outros. Por isso, entenda o seu funcionamento, ou seja, suas necessidades, desejos, medos e inseguranças.
  • Defina seus limites: a partir da reflexão anterior, defina o que é suportável, aceitável e o que é insuportável e inaceitável para você e comunique, se for preciso.
  • Aprenda a dizer não de forma gentil: dizer não para os outros é dizer sim para si mesmo. Para muitos, só o fato de negar algo já parece ofensivo. Por isso, seja gentil ao dizer não e justifique para a pessoa, caso se sinta mais confortável.
  • Você deve ser sua prioridade: em primeiro lugar, respeite e pense em si mesmo, se priorize. Entenda que, se você não o fizer, ninguém irá fazer por você e, se deixar de se impor para fazer a vontade e agradar os outros, podem acabar te prejudicando e “montando” em você.

John Gottman, autor do estudo “Os 4 Cavaleiros do Apocalipse” é pesquisador e psicológico americano, além de um dos maiores especialistas em relacionamentos do mundo. Possui um instituto que pesquisa há mais de quatro décadas a interação amorosa entre duas pessoas.

A partir dessa análise, ele reconheceu 4 situações que colocam qualquer relacionamento em perigo. Elas afetam negativamente até os relacionamentos familiares, profissionais e amizades. Seguem abaixo:

  • 1) Crítica:  é quando a pessoa faz observações sobre o cônjuge de forma ofensiva, fazendo menção às características e personalidade do outro de maneira destrutiva. Pior ainda quando a crítica é feita na frente de outras pessoas.
  • 2) Comportamento defensivo: quando o parceiro não assume as responsabilidades de suas ações  no relacionamento, ficando sempre na defensiva. O ideal é que o casal tenha uma escuta ativa, para reconhecer as falhas e propor mudanças eficazes.
  • 3) Desprezo: o respeito é a base das relações e quando ele não se faz presente, o desprezo toma conta. É como se os sentimentos da pessoa que está sendo desprezada fossem irrelevantes e não há abertura para a compreensão, acolhimento e afeto.
  • 4) Obstrução:  esse é o mais prejudicial dos comportamentos; é quando o parceiro age de forma indiferente às tentativas de ajustes que precisam ser feitas na relação. E quando uma das pessoas envolvidas se afasta, dificulta ainda mais a reconciliação do casal.

Se você reconheceu uma (ou mais) situações dos 4 Cavaleiros do Apocalipse, a comunicação é essencial para reverter essa situação. Sempre que o comportamento do seu parceiro(a) te incomodar, procure resolver o conflito da maneira mais pacífica possível.

Porém, se você está na posição de um dos quatro cavaleiros, procure entender o que está acontecendo para mudar e melhorar a relação, antes que seja tarde demais. E questione-se sobre a forma que tem levado o relacionamento.

É importante que ambas as partes expressem a sua insatisfação e os seus sentimentos sem ofender, criticar, zombar, culpar ou desprezar o outro; e aceite que as pessoas são diferentes e podem não ser o que você esperava. O dialogo e a compreensão são peças chave para um relacionamento saudável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Copyright © 2014-2017. Desenvolvido por Atlas Design.