Mindfulness: um aliado na gestão das emoções

O que é?

Mindfulness é um estado mental de consciência plena, com foco no que é relevante no momento presente. Essa observação compreende a atenção plena em fatores externos ou internos (emoções, pensamentos e sensações físicas). Através das práticas formais e informais do Mindfulness as pessoas conseguem focar e prestar mais atenção no momento presente.

O Mindfulness surgiu em 1979, na Universidade de Massachusetts,  nos Estados Unidos. O conceito foi criado com base em estudos do professor Jon Kabat-Zinn. Ele desenvolveu um programa de oito semanas, conhecido como MBSR – Mindfulness Based Stress Reduction, com o intuito de promover mais qualidade de vida e bem-estar para um grupo de pacientes que não estava respondendo bem à medicação. Após esse período, com o sucesso da prática, foi aplicado em todo o hospital

Todas as emoções classificadas como básicas fazem parte da nossa vida com maior ou menor intensidade. São elas: alegria, tristeza, raiva e medo, além de outras como angústia, frustração, ansiedade. Tanto a escassez quanto o excesso dessas emoções significam que algo precisa ser trabalhado em nosso interior, sobretudo se estiverem afetando negativamente a nossa vida. Por isso, é de extrema importância saber reconhecer, aceitar e lidar com as emoções.

Para gerenciar as emoções, é importante conhecê-las e entender sua influência no nosso dia a dia. Nossos momentos de alegria estão completamente relacionados ao nosso bem-estar e à autoestima e fortalecem nossa energia para lidar com as situações adversas do dia a dia. Já a tristeza é caracterizada por um estado de desânimo, cansaço e solidão, e é importante para o fortalecimento e amadurecimento de quem somos, por isso, em certa medida, é uma emoção completamente normal e saudável.

A raiva moderada e controlada pode ser útil para ajudar a entender o que está errado em sua vida e buscar motivação para possíveis soluções, além disso, a liberação da raiva ajuda a descarregar uma carga de tensão acumulada. Já o medo é um mecanismo de defesa involuntário e natural, e nos ajuda a evitar situações perigosas e de possíveis riscos. Nessas situações, o cérebro é ativado, liberando substâncias que disparam o coração, tornam a respiração ofegante, entre outros aspectos. São reações de resposta ao estresse, para a nossa sobrevivência na evolução da espécie.

Permita-se sentir suas emoções, afinal, ignorá-las pode ser um gatilho para somatizar e causar prejuízos para a sua saúde. Não lute contra suas emoções e se permita senti-las, fazendo uma meditação após algum desconforto emocional.

A prática de Mindfulness ou atenção plena é uma alternativa interessante e comprovada na gestão das emoções e do estresse

Uma das técnicas mais utilizadas e estudadas na gestão das emoções é o Mindfulness ou atenção plena. Ela está relacionada à nossa disposição para aproveitar a existência de forma plena, agindo como se ela realmente importasse, vivendo o único momento que temos de fato: o presente (JON KABAT-ZINN, 2015).

Então, todos temos desafios diários,  muitas responsabilidades e uma rotina agitada, o que pode comprometer o foco, memória e até a nossa saúde mental. Com essa prática, você aprende a se desconectar daquilo que não tem relação direta com o que está fazendo e, ao se desligar-se do que não é relevante para o momento, você mantém a mente livre e relaxada. Além disso, a prática eleva a criatividade, ajuda na tomada de decisões,  aumenta a consciência sobre si mesmo e suas emoções, alivia dores e reduz o estresse e a ansiedade.

No entanto, para alcançar resultados satisfatórios na prática da atenção plena requer engajamento e não julgamento. Por isso,  o mindfulness é considerado uma prática ou estilo de vida e exige persistência e disciplina, e proporciona ao mesmo tempo leveza e bem-estar.

Segundo o professor da felicidade de Harvard Tal Ben-Shahar, meditar de quinze minutos a uma hora por dia pode fazer grande diferença no nível de felicidade da pessoa, pois muda a forma como o  cérebro do ser humano funciona, alterando os caminhos neuronais. Além disso, muda o sistema imunológico, tornando as pessoas mais felizes, calmas, resilientes e saudáveis.

Práticas Formais x Informais

A técnica conhecida como Mindfulness pode ser dividida entre: práticas formais e informais, e ambas se reforçam mutuamente. As práticas formais são técnicas mais estruturadas, cujo objetivo é treinar a habilidade de atenção plena; a mais utilizada e conhecida é aquela que utiliza o foco na própria respiração. Outros exemplos são a caminhada meditativa e o escaneamento corporal. Recomenda-se o treino por 20 minutos diários, podendo chegar a 40 minutos.

Já nas práticas informais, o foco e a atenção são direcionados para atividades simples do cotidiano como: comer, tomar banho, lavar louças, dentre outras. Neste caso, é importante prestar atenção no que está fazendo no momento presente e recomenda-se praticar regularmente para alcançar o estado mindfulness.

Como começar a prática?

Agora que você sabe o que é o Mindfulness e os benefícios que as práticas proporcionam para a sua vida, vamos indicar algumas práticas informais para estimular o início dos treinos de atenção plena e que podem ser realizadas sem necessariamente a ajuda de um profissional.  Vamos lá?

Respiração – 3 minutos:

– Sentado em uma posição confortável, lentamente vá levando a sua atenção para a sua respiração;

– Preste atenção no ar entrando pelas narinas, enquanto você inspira profundamente; e saindo pela boca, enquanto expira lento e suavemente;

– Foque nesse movimento do ar entrando e saindo; imagine toda a tranquilidade entrando junto com o ar e saindo todas as tensões;

-Faça isso durante 3 minutos, de maneira consciente.

 “Mindful Eathing” ou Comer Consciente:

– Esteja consciente enquanto come. Sinta o cheiro da comida por alguns instantes antes de colocar na boca;

– Ao mastigar, observe os movimentos da boca e da língua. Preste atenção na mastigação do alimento e ele se quebrando em partes, no contato com as papilas gustativas, e sinta o sabor nessas diferentes fases.

– Observe também seus pensamentos em relação aos alimentos e seus comportamentos durante a alimentação; procure realizar de maneira bem lenta a apreciativa, de forma a sair do modo automático.

Mindfulness no banho:

– Preste atenção desde o momento inicial, ao ajustar a temperatura da água, e entre no banho com a consciência plena no momento;

– Sinta a água escorrer pelo seu corpo, e a sensação gostosa que ela causa ao chegar na sua cabeça e deslizar pelo corpo. Perceba também o barulho da água e a força do seu toque;

– Perceba o perfume do sabonete e o quão bom é o toque dos seus dedos na cabeça enquanto passa o shampoo, calmamente. Concentre-se em cada movimento e toque durante o banho. Saia do modo piloto automático.

Através dessas práticas você consegue administrar suas emoções e usá-las a seu favor. A prática do Mindfulness surgiu para agregar mais qualidade de vida, autoconhecimento e bem-estar, contribuindo para melhorar a saúde física e mental.

E aí, gostou? Conta pra gente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Copyright © 2014-2017. Desenvolvido por Atlas Design.