Como praticar o desapego e viver mais leve

Podemos afirmar que a maioria dos acontecimentos do nosso dia a dia é um reflexo de um mix de emoções, atitudes e pensamentos de nós mesmos. Sendo assim, da mesma forma que externamos o que sentimos em nossas ações, o que ocorre ao nosso redor também afeta o nosso interior.

Quando você acumula objetos, roupas, relacionamentos tóxicos, entre outras coisas desnecessárias, significa que está fazendo o mesmo internamente. Acumular coisas pode estar te impedindo de progredir. Dessa forma, fazer uma limpeza de vez em quando, livrar-se do que não utiliza mais e do que não faz mais parte ou sentido na sua vida é um passo trabalhoso, desgastante e necessário.

Neste caso, se você não usa alguma roupa que já está no seu guarda-roupa há anos só esperando emagrecer; mantém relacionamentos insatisfatórios só para não ficar sozinho; continua em um emprego que não gosta por receio de não encontrar outro ou guarda excesso de objetos e coisas de pessoas que já se foram acreditando que isso a fará presente… Chegou o momento de praticar o DESAPEGO.

Confira 3 motivos para você se desapegar do que não faz mais sentido:

  • Mais espaço no seu guarda-roupa, na sua casa, no seu computador, na sua vida;
  • Desintoxicação, ou seja, liberta-se do que faz mal à você;
  • Boa ação, pois uma das prática no momento de descartar o que não te serve mais é doar para quem precisa;
  • Leveza: após o desapego e o descarte você tira o peso que estava carregando sem necessidade e se sente muito mais leve.

Quando identificamos o que não é necessário ou o que está em excesso em nossas vidas, começamos a tomar decisões mais conscientes, o que nos liberta de medos, culpas e das armadilhas do consumo.

Quando tomamos essa atitude, a vida fica mais leve e fluida, temos oportunidade de viver novas experiências, seguimos na direção dos nossos objetivos que evoluem para as conquistas! Depois desta limpeza e descarte do que não serve mais, a energia ao seu redor fica mais positiva.

No podcast Divã Jovem Pan desta semana o assunto foi exatamente esse! Para ouvir, acesse  link abaixo:

Levar a vida com mais simplicidade pode te proporcionar experiências maravilhosas! Até mais do que acumular patrimônios e bens materiais.

Existem tipos de riquezas que o dinheiro não compra, como a paz consigo mesmo, passar momentos agradáveis com a família e os amigos, admirar o pôr do sol ou o canto dos pássaros, fazer uma caminhada ou um piquenique no parque, dar um beijo longo em quem você ama, viajar e conhecer novas culturas e sabores, fazer algo diferente do costume.

Com o passar do tempo e com os acontecimentos da vida, passamos a perceber que essas coisas simples fazem um bem imenso e que, às vezes, perdemos muito tempo acumulando coisas e dinheiro sem saber exatamente para quê e o quanto essa conquista vai realmente nos deixar feliz. Talvez seja até uma forma de viver anestesiado, entorpecido…. Ao perceber isso, aprimoramos nossas escolhas de consumo e tempo, focando apenas no que é essencial para viver e ser feliz.

Então, o convite hoje é para você refletir sobre as coisas simples da vida , as experiências e o momento presente. Você tem realmente vivido ou está preso ao passado, anestesiado e sem enxergar a beleza da vida?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Copyright © 2014-2017. Desenvolvido por Atlas Design.