O impacto da tecnologia na saúde física e mental

Sabe quando termina um capítulo de uma série no serviço de streaming e já inicia outro automaticamente? Ou quando você coloca uma compra no carrinho, aparece outras sugestões parecidas com as quais você escolheu? Até mesmo quando usa de maneira excessiva as redes sociais, como citado no post anterior ?

O advento da tecnologia promove evolução em diversos ramos. Porém, quando utilizado de forma compulsiva ou exagerada ou esses diversos gatilhos para que você permaneça nela o maior tempo possível ou consuma mais podem gerar malefícios para saúde física e mental do indivíduo. Por isso, devemos ficar atentos à forma como temos utilizado a tecnologia.

Veja os principais danos que a tecnologia em excesso pode causar:

– Dependência: a pessoa dependente apresenta sintomas de irritabilidade e ansiedade e torna-se antissocial, não conseguindo se relacionar pessoalmente, sentindo necessidade de estar sempre conectada. Além do impacto gerado no ambiente de trabalho e na produtividade.

– Baixa autoestima: quando você se depara com fotos de viagens, pessoas com corpos esbeltos, dentre outras situações, automaticamente começam as comparações que podem ser altamente prejudiciais.

– Distúrbios psicológicos: o excesso de informações recebidas e a sensação de precisar estar sempre conectado tira a nossa concentração e pode aumentar a nossa carga de estresse, ansiedade e depressão.

– Problemas na coluna: mexer no celular com a cabeça inclinada para baixo por muito tempo pode colocar uma carga muito além da suportada pelo pescoço do usuário por tanto tempo.

– Perda auditiva: fones de ouvidos em volumes altos também são muito perigosos aos usuários, devido à alta frequência utilizada.

Devemos usar a tecnologia ao nosso favor! Portanto, evite o uso desenfreado da internet e de outras tecnologias. Se perceber que não consegue sozinho, procure ajuda profissional. Entre em contato e agende o seu horário de atendimento: 📲 31 99858-0188. Saúde em primeiro lugar!

Em algum momento da sua vida você já pensou “será que eu estou viciado(a) no celular”? Percebe que, por diversas vezes, se conecta e nem sabe qual o objetivo de ligar o celular e por fim acaba navegando pelas redes sociais? Ao passarmos tanto tempo conectados, distraímos e até esquecemos o que ocorre ao nosso redor.

Porém, o vício em smartphones podem trazer alguns malefícios para a saúde como insônia, complicações oculares, dores musculares, risco de acidentes; problemas psicológicos como dependência, ansiedade, estresse e sofrimento; além de ocasionar problemas no trabalho como erros, atrasos, baixa produtividade e queda no desempenho.

Se você já identificou que está passando muito tempo no celular, confira as dicas que vão te ajudar a se libertar dessa conexão excessiva:

  • Desative as notificações e deixe o seu aparelho celular distante durante o horário de trabalho para manter o foco;
  • Evite usar o celular em algumas ocasiões especiais, como durante as refeições, período da noite e em encontro com familiares e amigos;
  • Depois de colocar o despertador na hora de dormir, coloque-o  o mais longe possível da cama para evitar a tentação de mexer;
  • Deixe a sua tela inicial mais limpa e use a busca para encontrar seus aplicativos e dar tempo suficiente para pensar se você realmente precisa deles naquele momento;
  • Caso o celular seja seu meio de trabalho, antes de acessá-lo esteja bem concentrado no objetivo, para evitar que você comece a navegar aleatoriamente e se distraia;
  • Deixe um lembrete ou um post it colado no celular com a pergunta: estou desperdiçando o meu tempo?

Se você seguir estas dicas durante alguns meses e perceber que não está resolvendo a sua questão em particular, fique tranquila e busque ajuda terapêutica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Copyright © 2014-2017. Desenvolvido por Atlas Design.