4 dicas para controlar a ansiedade

 Sentir ansiedade é uma condição inerente ao ser humano, é um recurso que prepara o indivíduo para situações de ameaça e perigo. Ou seja sentir preocupação e ansiedade é normal, pois é um mecanismo de defesa e existe para nos proteger. O problema é quando os níveis de ansiedade ou preocupação são desproporcionais às situações ou quando essas respostas exageradas se mantêm de modo persistente e/ou por longos períodos.

Quando trabalho a questão da ansiedade com meus clientes, além de ensinar técnicas de respiração e relaxamento, eu também utilizo o biofeedback cardiovascular nas sessões, durante 20 minutos. O objetivo do treinamento é alcançar a coerência cardíaca. E o cliente que deseja dar continuidade, tem a opção de adquirir o equipamento para utilizá-lo em casa e manter o treinamento frequente. Além disso, utilizo recursos da hipnose e da PNL (programação neurolinguística) para reprogramação do cérebro e de auto-hipnose, para o cliente realizar em casa.

Porém, aqui me comprometi a passar 4 dicas para controlar a ansiedade, que são elas:

  • Estimulação bilateral:

Essa técnica eu aprendi num curso da Melissa Tier e a utilizo comigo e nos meus atendimentos com os meus clientes. Envolve estimular os dois lados do cérebro e dessa maneira interromper a ansiedade.

Escolha um objeto , como uma bola pequena, uma caneta ou outra coisa qualquer que você possa jogar de uma mão para outra. Então, num momento em que estiver sentindo ansiedade ou mesmo ao pensar nas situações que a causam, avalie o nível dessa sensação de 0 a 10, por exemplo. Em seguida, jogue o objeto de uma mão para outra, cruzando a linha da mente. Dessa maneira, você estará estimulando os dois hemisférios do cérebro. Faça isso por um minuto, pare, respire profundamente e perceba como está se sentindo. E vai perceber como a ansiedade diminuiu. Avalie novamente de 0 a 10 o nível de ansiedade nesse momento. Repita até a ansiedade sumir completamente.

  • Viva o momento presente:

Os nossos pensamentos podem se concentrar no presente, no passado ou no futuro. Quando estamos com a cabeça no passado ou no futuro, relembrando algo ou pensando no que precisamos fazer, nos distraímos, enchemos nossa mente com filmes mentais e diálogos internos, aumentando o estresse e a ansiedade. Esses pensamentos podem ser úteis em algumas ocasiões como, por exemplo, na tomada de decisão ou como estímulo a alguma ação, promoção de mudanças. Por isso, para viver plenamente o presente, precisamos alinhar nossas vidas com nossos pensamentos. 

Um dos principais ensinamentos do Mindfulness é encarar as situações como elas são, evitando imprimir nossas avaliações, expectativas e julgamentos sobre elas.  Mindfulness é uma prática de meditação,  que nos permite ter uma consciência melhor das reações naturais e das “automáticas” do nosso organismo.

Quando nos concentramos no momento presente, a nossa capacidade de não julgamento e de aceitação das coisas é maior, não fazemos interpretações das coisas, aumentando a nossa consciência, foco e melhorando nosso desempenho.

Em vez de insistir naquilo que está fora do seu controle, coloque seus esforços naquilo que você pode controlar. O primeiro passo para viver no presente é tornar-se consciente dos seus comportamentos, reconhecer quando você passa muito tempo remoendo o passado ou ansioso com o futuro, reconhecer os momentos de ansiedade e não tentar imediatamente sair dele ou contorná-lo. Aceitar esse tipo de experiência também ensina a lidar melhor com os sentimentos e sensações físicas.

Sabendo disso, agora você pode praticar voltar seu foco para o presente. No início pode parecer difícil, mas depois de algum tempo a prática se tornará um hábito. E quando você cria o hábito de viver no momento, você se sente leve e em paz.

  • Inclua a prática de atividades físicas na sua rotina diária:

 A prática regular de exercícios físicos impacta positivamente nos mecanismos fisiológico do indivíduo, aliviando o estresse e a ansiedade.  Isso sem deixar porque  o exercício físico estimula a produção de endorfina, hormônio ligado à sensação de bem-estar e de prazer.

Então, procure uma atividade física que lhe agrade, experimente  e assim se tornará mais prazerosa e estimulante que obrigatória. Os especialistas dizem que a prática diária por 20 minutos já é suficiente.

  • Adquira o hábito de anotar as suas preocupações e  ideias:

Separe um caderno ou o bloco de notas para anotar as preocupações e as ideias e tenha ele sempre à mão, assim, quando surgir alguma delas em sua mente, anote. Separe também um horários no seu dia ou na sua semana para ler e resolver os problemas e/ou dar continuidade ás suas ideias. Qualquer pensamento que aparecer fora do momento em sua mente, anote nesse caderno ou num bloco de notas do seu smartphone. Isso vai te ajudar também a manter o foco e a produtividade.

Dentre essas 4 dicas, algumas são maneiras mais rápidas de interromper o padrão da ansiedade e outras são de resultados a médio e longo prazo. Toda vez que você interrompe esse padrão de ansiedade, você está trabalhando para reprogramar o seu cérebro. Então, eu lhe convido a experimentar, praticar e persistir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Copyright © 2014-2017. Desenvolvido por Atlas Design.