Tag - MEUS MIOLOS

1
Vídeo: Livros e Lições I O futuro da humanidade
2
Como ser mais otimista
3
Aprenda a evocar emoções positivas I Levemente
4
Fortaleça a esperança I Dose de energia positiva
5
Mente vazia: oficina do fracasso
6
Autoajuda: um termo que caiu em desuso…ou não…?
7
RETROSPECTIVA 2018
8
Planejamento para conquistar o que você deseja no próximo ano!
9
Alimentação: faça escolhas inteligentes nas festas de fim de ano
10
Conecte-se com a natureza | Dose de energia positiva

Vídeo: Livros e Lições I O futuro da humanidade

Nesse vídeo, da série Livros e Lições, eu, Isabela Capelão, comento sobre o livro O futuro da humanidade, de Augusto Cury e faço um paralelo com a nossa vida, o nosso legado e o nosso papel na sociedade.

Assista agora!

Como ser mais otimista

Com o otimismo, a pessoa é capaz de enxergar os desafios tendo em mente a sua capacidade de superá-los, e consegue manter o controle da sua vida, pois entende que os imprevistos acontecem a todo momento.

Martin Seligman, conhecido como o pai da psicologia positiva, realizou várias pesquisas e constatou que a felicidade pode ser cultivada e o otimismo aprendido.

Você sabia que metade das pessoas do mundo nasce pessimista e metade nasce otimista? É isso mesmo. O importante é saber que o otimismo pode ser aprendido, assim como qualquer outra habilidade.  E uma das maneiras é desenvolver os atributos que permitam potencializar os esforços que levam ao sucesso, como a resiliência. Esses atributos também estão associados a menores índices de stress. As crenças do indivíduo e a sua forma de ver o mundo estão relacionadas ao otimismo ou ao pessimismo. O otimista adota uma visão equilibrada ao encarar os problemas e o pessimista só enxerga o problema e os aspectos negativos, como senão houvesse solução.

Uma boa maneira de desenvolver o otimismo é ficar próximo de pessoas que tenham  positividade e otimismo e se espelhar no comportamento delas. Além disso, a positividade é contagiosa! O ser humano está tão acostumado a focar mais nos pontos negativos e é o que acaba sendo atraído para ele.

O otimismo proporciona diversos benefícios para a vida das pessoas, como a melhoria da saúde, os relacionamentos se tornam mais duradouros, obtêm mais sucesso no trabalho e maior realização profissional, maiores ganhos financeiros, influencia positivamente vários aspectos da vida. Além disso, existem pesquisas que comprovam que pessoas otimistas vivem em média 8 anos a mais que as pessimistas; e no mundo corporativo proporciona um aumento das vendas e da produtividade.

Então, vale a pena ser mais otimista? Comece mudando a sua forma de ver os acontecimentos, os problemas ou dificuldades e de interpretá-los.

 Quando você foca nas coisas positivas, mais coisas boas aparecem pra você. Quando você reclama das coisas, acha tudo ruim é como se você tivesse clamando por coisas ruins, ou seja, quando você foca numa direção, a sua energia corre para lá.

Existem as dez emoções chave da positividade: alegria, gratidão, serenidade, interesse, esperança, orgulho, sensação de divertimento, inspiração, amor e sentir-se maravilhado. Quanto mais você aumenta a experiência dessas emoções, maiores as chances de se viver mais plenamente, feliz e realizado(a).

E dentro de empresas é importante aumentar é chamado de engajamento social, ou seja,  fazer parte de um todo, sentir-se conectado com outras pessoas, criar laços. Essas conexões aumentam a satisfação pessoal,  aumentando a produtividade e a felicidade nas empresas.

Um ponto importantíssimo é  ter um objetivo claro e definido na vida, um propósito maior. A maioria das pessoas pessimistas não têm objetivos, não encontram um significado mais amplo da vida. Essas pessoas acabam estacionando na vida.

Eu tenho uma série de vídeos no canal do Youtube e  um e-book contendo doses de energia positiva. Eu lhe convido a assistir, ler e praticar, pois lhe ajudará  muito a elevar o seu grau de positividade, de otimismo e de felicidade.

Aprenda a evocar emoções positivas I Levemente

Nesse vídeo, da série Levemente, Isabela Capelão ensina técnicas para nutrir e fortalecer emoções positivas. As emoções positivas são uma das premissas do PERMA, criado por Martin Seligman, da psicologia positiva.

 

Fortaleça a esperança I Dose de energia positiva

Nesse vídeo da série “Doses de energia positiva”, Isabela Capelão passa dicas para fortalecer a esperança, o que possibilita a redução do stress, aumento do bem-estar, de resultados positivos e motivação para a sua vida.

Segundo a psicologia positiva, a esperança é uma das emoções- chave para o desenvolvimento humano positivo.

Se a esperança é uma condição tão importante e afeta tantas áreas da nossa vida, devemos conhecer maneiras de promovê-la.

Então, como fazer para aumentar  a esperança?

Assista ao vídeo completo e saiba a resposta para essa questão!

Mente vazia: oficina do fracasso

Segundo um ditado popular, a mente vazia é a oficina do diabo e eu acredito que é a oficina do fracasso. 

A nossa mente precisa estar ocupada, pois a ociosidade é a porta de entrada para comportamentos e pensamentos negativos. Estar com a mente vazia leva uma pessoa à completa inércia e sem estímulos, o cérebro não trabalha, não tem ideias e nem motivação para agir. Quando não se tem bons pensamentos, objetivos e sentimento de utilidade, abre-se espaço para a criação de crenças limitantes, que levam à estagnação e à falta de objetivos na vida.

Isso não quer dizer que todos os momentos de distração podem nos levar a uma mente vazia, da mesma maneira não quer dizer que devemos estar o tempo todo realizando uma atividade mental. Todos nós precisamos descansar e aliviar a mente, ter momentos de lazer, desde que não sejam uma constante em sua vida. Uma mente vazia provoca desmotivação, insatisfação e pode até tornar tal pessoa “amarga” , depressiva e sem vida.  Além disso, sentir-se útil é uma das necessidades básicas de qualquer ser humano.  Por isso, é interessante encontrar formas positivas de se ocupar, para preencher o vazio com ideias que estimulem a sua evolução, o amadurecimento, o desenvolvimento e a satisfação.

Dizem que nós somos o reflexo ou a média das 5 pessoas com as quais mais convivemos. Será?

Moran Cerf é um professor de neurociência e negócios,  da Universidade de Northwestern, nos Estados Unidos e realizou algumas pesquisas e estudos sobre o comportamento humano, constatando algo interessante. Leia Mais

Autoajuda: um termo que caiu em desuso…ou não…?

Será que o termo autoajuda já caiu em desuso ou não?

Às vezes sou pega de surpresa quando me perguntam se eu trabalho com autoajuda. Percebo um leve tom de crítica ou um pensamento interno tipo “isso não é pra mim”. O termo muitas vezes é utilizado de forma pejorativa, como se fosse alguém que estivesse muito mal para precisar de autoajuda. Porém, se for analisar ao pé da letra, é nada mais nada menos que ajudar a si próprio, algo que acredito que a maioria das pessoas faça…. ou não…?

Uma curiosidade é que o termo possivelmente surgiu a partir do primeiro livro de autoajuda escrito pelo autor britânico Samuel Smiles(1812-1904), e foi publicado em 1859, intitulado de “Autoajuda” ou “Ajude-se” (depende da tradução). Samuel Smiles é conhecido sobretudo por ter escrito livros que exaltam as virtudes da autoajuda e tópicos de biografias de  de grandes inventores, pensadores, militares e clérigos do século XIX, e inspirou pessoas do mundo inteiro a melhorarem suas vidas.

A publicação de livros de autoajuda surgiu a partir do crescimento da indústria editorial e das novas ciências, como a psicologia, e estão se aprimorando cada vez mais. Por isso, o termo se tornou mais comum em estantes de bibliotecas e em livrarias, onde é possível encontrar livros contendo infinitas soluções para o leitor obter resultados em sua vida, praticando as dicas e técnicas contidas em tais livros. Leia Mais

RETROSPECTIVA 2018

O ano de 2018 está chegando ao fim…e com ele,  o momento de fazer uma reflexão e um avaliação de como foi o nosso ano: conquistas, desafios, aprendizados . Também é a hora de sonhar,  criar novos planos e projetos para 2019, pois serão mais 365 oportunidades. E isso me deixa extremamente motivada!

Ao longo desse ano de 2018 rodei alguns km num projeto desafiador de construir e desenvolver esse novo negócio, de cumprir a minha missão da melhor maneira possível.

Leia Mais

Planejamento para conquistar o que você deseja no próximo ano!

O fim do ano é o momento de fazer um balanço da vida, entre conquistas, erros e acertos, comemorações e agradecimentos.
 
É o momento em que muitos fazem aquela listinha do que desejam realizar no próximo ano. E que muitas vezes os tão sonhados planos caem por terra e gera uma mega frustração e desânimo.
 
Como foram os seus resultados e conquistas? Deseja potencializar?
 
Quer saber como montar um planejamento assertivo e conquistar o que deseja no próximo ano?
Assista esse vídeo agora!  Esse é o nosso presente de fim de ano pra você!
 
E para entrar muito bem em 2019, eu tenho uma notícia melhor ainda! Isso para você que deseja uma ajuda mais elaborada, um empurrãozinho para colocar tudo isso em prática e conquistar seus objetivos. Entre em contato para saber mais.

 
 

Alimentação: faça escolhas inteligentes nas festas de fim de ano

Um outro presente que temos para você  é a super contribuição da Juliana Melo,  nutricionista clínica e esportiva, com dicas especiais para você fazer escolhas inteligentes nas festas de fim de ano.

O Natal e o Ano Novo tem o poder de renovar nossos projetos e sonhos. É tempo de repensar, refletir, planejar, sonhar e traçar metas para alcançar os objetivos.  A mudança de hábito alimentar, a inclusão de uma atividade física e a melhora da qualidade de vida faz parte da lista de desejos para o ano que se inicia.

Leia Mais

Conecte-se com a natureza | Dose de energia positiva

A dose de hoje é, faça atividade ao ar livre e conecte-se com a natureza. Muitas vezes ficamos tão estimulados com ritmo da cidade que sequer nos damos conta da natureza ao nosso redor e o quanto ela pode nos beneficiar. Nesse vídeo vou dar várias dicas para você se conectar com a natureza.

 

Copyright © 2014-2017. Desenvolvido por Atlas Design.