Tag - gestão do stress

1
Os perigos da autocobrança
2
Quarteto da felicidade: como ativar esses neurotransmissores
3
Dicas que ajudam a combater o stress
4
23 de Setembro: Dia mundial de combate ao stress
5
Estratégias para lidar com o stress I Levemente
6
Será que você está estressado(a) ?

Os perigos da autocobrança

Querer alcançar uma meta e trabalhar duro não é autocobrança, mas sim disciplina. Entretanto, quando você se coloca para baixo enquanto busca esses objetivos ou se compara com os outros, a sua cobrança interna está desproporcional.

Durante esses momentos, você pode se ver caindo no negativismo, incluindo autocensura, autocrítica, autopunição e autojulgamento. Além disso, ter muita exigência para consigo mesmo pode impactar diretamente na sua autoestima, na conquista dos seus objetivos e no seu bem-estar.

A autocobrança exagerada é prejudicial, pois gera o stress negativo e todas as suas consequências. Por isso, é importante saber administrá-la. Essa energia negativa atua como uma forma de pressão interna e impede que você reconheça as pequenas conquistas do dia a dia e elas se tornam sempre insuficientes para o seu padrão elevado. Dessa forma, se cobrar demais ocasiona baixo rendimento e produtividade.

É normal recebermos cobranças externas em casa, na faculdade, no trabalho, mas ela não se compara à nossa autocobrança. Esse excesso desrespeita os nossos limites, tira o prazer de executar as tarefas e impede a comemoração das vitórias. Além disso, você acaba cobrando mais dos outros também e criando expectativas exageradas.

E você, será que tem sido duro demais consigo mesmo(a) e se cobrado em excesso? O quanto isso tem impactado na sua saúde, nas suas conquistas e na sua felicidade? Pense e reflita sobre isso, talvez precise mudar as histórias que conta para si mesmo e valorizar mais as pequenas conquistas.

Quer saber mais? Cadastre-se no blog e acompanhe nossos conteúdos nas redes sociais.

Ou então agende um horário pelo (31) 3586.0188 / 9.98580188.

Quarteto da felicidade: como ativar esses neurotransmissores

Você sabia que os neurotransmissores são mensageiros químicos que transportam, estimulam e equilibram os sinais entre os neurônios e outras células do corpo? Eles podem afetar uma  variedade de funções físicas e psicológicas, como frequência cardíaca, sono, apetite, humor, estresse e medo.

A dose de energia positiva de hoje é: conheça e ative os 4 neurotransmissores: quarteto da felicidade.

Assista o vídeo agora:

 

Dopamina, Serotonina, Endorfina e Ocitocina são neurotransmissores considerados protagonistas dos momentos felizes. Leia Mais

Dicas que ajudam a combater o stress

Para combater o stress é importante entender e saber lidar com as pressões externas, encontrando alternativas para que os desafios possam ser enfrentados de forma mais tranquila. Dentre essas estratégias, estão as de ordem física, emocional, de consciência e cognitivas. São diversas técnicas que, quando aplicadas, possibilitam encontrar o equilíbrio para viver de maneira mais leve.

Lembre-se, boas dicas trazem resultados positivos. Então, acompanhe abaixo as 6 dicas para combater o stress:

  • Alimente-se de maneira saudável;
  • Introduza práticas de respiração consciente no seu dia-a-dia como yoga, meditação, mindfulness;
  • Pratique exercícios físicos;
  • Aumente o seu autoconhecimento, entendendo melhor as suas reações, emoções, pensamentos e fatores estressores;
  • Aprenda a relaxar e exercitar a mente;
  • Administre melhor seu tempo e suas atividades.

Nosso trabalho se baseia em técnicas para reduzir o stress no trabalho, administrar as adversidades do dia-a-dia, de maneira a ser mais feliz e conquistar resultados, com mais qualidade de vida.

Conheça o programa anti-stress Levemente e programas de qualidade de vida para você ou para sua empresa.

23 de Setembro: Dia mundial de combate ao stress

Hoje (23/9) é do Dia Mundial de Combate ao Stress, o objetivo da data é conscientizar as pessoas sobre a importância do tema. Conhecido como mal do século, o stress também pode ser uma porta de entrada para outros problemas e doenças, já que não está apenas associado a fatores externos, como pressão na escola, faculdade ou trabalho e também a fatores internos como a capacidade de lidar com tais situações adversas.

O stress também está ligado ao modo como lidamos com as emoções do dia a dia e reagimos à elas, seja alegria, decepção, tristeza, raiva ou medo, e isso varia de pessoa para pessoa, dependendo das suas habilidades e recursos internos, que podem ser desenvolvidos a qualquer momento.

Ele possui componentes psicológicos, físicos, mentais e emocionais que pode gerar consequências para a vida e comprometer nossa saúde, relacionamentos e resultados profissionais.

O que poucos sabem é que o stress pode ser positivo ou negativo. Quando positivo, o stress é uma forma de preparar o corpo para reagir diante de situações de emergência, ou seja, para a sobrevivência. E negativo quando nosso organismo reage da mesma maneira em situações que não são ameaças à sobrevivência.

O corpo reage de várias maneiras ao stress e , a longo prazo, ele pode gerar sintomas como dificuldade de concentração, problemas de memória, ansiedade, mau humor, depressão e distúrbio alimentares, além de outras consequências que podem comprometer a saúde física, mental e dos negócios.

Quer saber mais? Fique por dentro do nosso conteúdo, siga-nos nas redes sociais ou agende um horário pelo (31) 3586.0188 / 9.98580188 .

Oferecemos diversas soluções que podem ajudar você ou a sua equipe a gerenciar o stress , aumentar o engajamento e os resultados, com qualidade de vida.

Estratégias para lidar com o stress I Levemente

Segundo a ISMA ( Associação Internacional de Gerenciamento do Stress), o stress afeta 72% dos profissionais brasileiros. Desses, aproximadamente 30% têm a Síndrome de Burnout, que é a estafa, o ponto máximo do stress profissional. Esses dados são, no mínimo, assustadores e preocupantes.

Todos nós precisamos de uma certa dose de estresse para viver, porém o estresse em demasia afeta seriamente  o nosso bem-estar físico, mental e emocional. Para amenizar os sintomas, as pessoas precisam aprender a lidar com as suas próprias emoções e mudar comportamentos que afetam negativamente o seu desempenho.

Em primeiro lugar , aumentar a autopercepção e o autoconhecimento para então aprender a gerenciar as próprias emoção e pensamentos, aprender a lidar com os fatores estressores e com as situações desafiadoras, desenvolver recursos e habilidades internas, aumentando, assim, a sua qualidade de vida e bem-estar.

Aqui vamos apresentar, de maneira geral, estratégias para lidar com o stress, que englobam 4 aspectos: físicos, emocionais, cognitivos  e de consciência.

Físicos: praticar exercícios físicos e  alimentar-se de maneira saudável e na medida certa;

Emocionais: conhecer as próprias emoções e comportamentos, seguido do aprendizado de técnicas de controle e gestão emocional por meio do desenvolvimento de habilidades;

Consciência: relaxar e exercitar a mente por meio de práticas de mindfulness, meditação ativa, técnicas de respiração, auto hipnose, biofeedback, dentre outras;

Cognitivos: trabalhar as crenças e pensamentos limitantes, aqueles que lhe impedem de alcançar o bem-estar e a qualidade de vida.

É interessante buscar profissionais para auxiliar em cada uma das etapas. No workshop e no programa anti-stress Levemente, criados e realizados pela Isabela Capelão, são trabalhados todos esses pilares, ensinadas e executadas essas práticas,  com o objetivo de elevar o bem-estar, a qualidade de vida e os resultados de pessoas, times e organizações.

Assista o vídeo abaixo, onde eu abordo as estratégias para lidar com o stress e viver mais levemente e com mais saúde.  E acompanhe os próximos conteúdos, onde vou aprofundar em assuntos tais como meditação ativa, mindfulness, auto hipnose, dentre outras técnicas.

Será que você está estressado(a) ?

Stress: principais origens e sintomas.

stress4

 

O estresse tem como origens fatores internos e externos. Muitas vezes o indivíduo não consegue identificar se está estressado por desconhecimento dos sintomas ou das origens e causas. Ou então mesmo que perceba que tem algo desconfortável ocorrendo, não sabe o que fazer para mudar esse quadro. Vamos aos esclarecimentos nesse post.

Pesquisas com mais de dez mil pessoas em vários tipos e porte de organizações em diferentes países, revelaram seis categorias de origens do estresse :

– carga de trabalho (excesso de trabalho, falta de recursos);

– controle (microgestão, falta de influência, responsabilidade sem poder);

– recompensa (salário, reconhecimento ou satisfação insuficiente);

– comunidade (isolamento, conflito, desrespeito);

– justiça (discriminação, favoritismo);

– valores (conflitos éticos, tarefas sem sentido, crenças).

Leia Mais

Copyright © 2014-2017. Desenvolvido por Atlas Design.