marca

1
Mulheres inspiradoras: Maria da Penha
2
Dia Internacional da Mulher
3
É carnaval…..o que fazer?
4
Gentileza e bom humor – dentro e fora do ambiente de trabalho
5
Mentalidade Rica x Mentalidade Pobre
6
Como parar de se sabotar e conquistar o que deseja?
7
Você é uma pessoa resiliente?
8
O que é Síndrome de Burnout?
9
18 de janeiro: Dia Internacional do Riso
10
Busque sua melhor versão todos os dias

Mulheres inspiradoras: Maria da Penha

Nesse mês de março, o mês das mulheres, vamos aproveitar para comentar em nossas redes um pouco sobre mulheres inspiradoras. A intenção é valorizar as conquistas e a força feminina no cenário mundial em diversos momentos da história. São inúmeras as mulheres, tanto famosas  quanto comuns, desde a antiguidade até os momentos atuais, que fizeram a diferença. E milhares ainda estão por vir!

E essa é a vez de Maria da Penha, responsável pela Lei Maria da Penha, no combate à violência doméstica contra a mulher.

Maria da Penha é uma farmacêutica brasileira que lutou para que seu agressor viesse a ser condenado. Seu marido tentou matá-la duas vezes. Na primeira vez atirou, simulando um assalto, e na segunda tentou eletrocutá-la enquanto ela tomava banho. Por conta das agressões sofridas, Penha ficou paraplégica.

O episódio chegou à Comissão Interamericana dos Direitos Humanos e foi considerado, pela primeira vez na história, um crime de violência doméstica. Em 7 de agosto de 2006, foi sancionada a lei que leva seu nome: A LEI MARIA DA PENHA, importante ferramenta legislativa no combate à violência doméstica e familiar contra mulheres no Brasil.  

Maria da Penha hoje é líder de movimentos de defesa dos direitos das mulheres, vítima emblemática da  violência doméstica.

Dia Internacional da Mulher

Hoje, 8 de março,  é comemorado o Dia Internacional da Mulher, uma data de reflexão e reafirmação da importância feminina. A data simboliza a luta histórica das mulheres para terem suas condições equiparadas às dos homens.

Inicialmente, o dia 8 de março remetia à reivindicação por igualdade salarial, mas atualmente, simboliza a luta das mulheres não apenas contra a desigualdade salarial, mas também contra o machismo e a violência.

Hoje é dia de refletir sobre o silenciamento que existe e que normaliza a desigualdade e as violências sofridas pelas mulheres. Além de ser um momento para repensar atitudes e modificá-las, para construir uma sociedade mais justa e menos discriminativa.

Parabéns a todas as mulheres! E para comemorar esse dia especial, uma frase de Simone de Beauvoir:

“Que nada nos limite, que nada nos defina, que nada nos sujeite. Que a liberdade seja nossa própria substância, já que viver é ser livre.”

É carnaval…..o que fazer?

É carnaval, meu povo! Queremos propor uma ideia pra este carnaval. É festar menos? NÃÃÃOO! É ser tolerante na curtição e também curtir o carnaval do seu jeito? SIIIMM! Nada de criar regras. Quer pular dia e noite? Vai lá! Quer fugir da cidade cheia e ir pro meio da natureza? Ótimo! Descansar no feriado e fugir da folia? Pode também! Quer estudar e preparar o seu trabalho de faculdade, escrever sua monografia, dissertação ou tese? Claro que pode!

O que não dá certo é deixar de curtir da sua própria maneira, fazer algo que você detesta, só para ser aceito pela tchurma. Então, siga o seu coração e a sua essência, com responsabilidade e respeito! A proposta é ser feliz e evitar o stress nesse carnaval, fazer um verdadeiro detox emocional.

Se você gosta de aproveitar o carnaval para maratonar suas séries favoritas, ler a matéria acumulada ou se reunir com seus amigos em um sítio, longe de toda aquela movimentação, não há problema algum. Pode ser em um bloco com milhões de foliões ou até mesmo em casa ao som daquele jazz que acalma. Aproveitar a oportunidade para vender mais e garantir um din-din para os próximos meses é bom também!

O carnaval é o feriado mais esperado pelos brasileiros. Que tal aproveitar esse feriado prolongado para relaxar, descansar,  organizar a sua vida, se desligar das preocupações e refletir sobre o que realmente te faz feliz ?

Acompanhe nossos conteúdos cadastrando-se aqui no blog, no canal do Youtube ou agendando um horário pelo (31)3586.0188 / 9.98580188.

Gentileza e bom humor – dentro e fora do ambiente de trabalho

A gentileza e o bom humor estão cada vez mais ausentes em nossa sociedade competitiva, que tende a sobrepor o comportamento individualista em detrimento do bem comum. As pessoas estão estressadas e fazem de tudo para conquistar o que desejam, querendo levar vantagem a qualquer custo. Fatores como a competitividade, a pressão pelos resultados e produtividade aumentam o individualismo, a agressividade e também o mau humor por todos os lados. Nesses casos, o bom humor e a leveza acabam sendo sufocados por uma praticidade áspera e indelicada. A grosso modo, podemos dizer que as pessoas falam e não querem ouvir ou apenas escutam o que lhes convém, pensam e agem apenas em benefício próprio, deixando de lado a cortesia e a delicadeza com os outros, seguindo a ideia de “só faço se eu ganhar algum benefício imediato”.

Passamos a maior parte do nosso dia no ambiente de trabalho, cercados por pessoas de diferentes personalidades, temperamentos, valores e experiências de vida. Sendo assim, é necessário praticar a empatia e atitudes positivas, que contribuam para um dia a dia mais leve e feliz. Conviver com pessoas desagradáveis, seja em casa ou no trabalho é sempre desgastante. Por outro lado, compartilhar um local, uma atividade ou uma vida com alguém bem-humorado, gentil e atencioso é extremamente prazeroso. O mal humor contagia negativamente as pessoas à sua volta e intoxica o ambiente. Da mesma maneira, o bom humor também é contagiante. Leia Mais

Mentalidade Rica x Mentalidade Pobre

Sua mentalidade é rica ou pobre? Você sabia que o seu direcionamento para a riqueza ou pobreza está relacionado com o que você pensa, acredita e faz?

Uma mentalidade rica é aquela que te empodera, impulsiona e a mentalidade pobre é aquela que te leva para baixo. E isso influencia também na sua capacidade de gerar riqueza. O que faz a diferença é a sua mentalidade, ou seja, o seu mindset.

Pare e pense: você tem usado a sua mente a seu favor? Quanto você está usufruindo e quanto você está multiplicando? E por quê? Leia o texto abaixo e reflita.

Quem tem uma Mentalidade Rica:

  • Investe em desenvolvimento pessoal;
  • Busca constante evolução;
  • Se inspira no sucesso dos outros;
  • Faz planos a longo prazo
  • Investe tempo e esforço em estratégias para render resultados
  • Assume a responsabilidade e aprende com os erros
  • Pensa com abundância
  • Investe para obter rendimentos, usa o dinheiro com sabedoria
  • Acredita que o sucesso financeiro é fruto de empenho

Afinal, uma mentalidade rica indiretamente gera, dentre os benefícios, o enriquecimento financeiro.

Quem tem uma Mentalidade Pobre:

  • Acha um custo alto investir em desenvolvimento pessoal
  • Reclama constantemente
  • Acredita que para os outros é sempre mais fácil
  • Se rende aos prazeres imediatos
  • Faz pouco esforço e quer colher resultados rápidos
  • Culpa os outros e arruma desculpas
  • Pensa com escassez e negativamente
  • A meta é pagar contas, gasta mais do que recebe
  • Acredita que quem conquistou sucesso financeiro foi às custas dos outros

O trabalho da Meus Miolos é lhe ajudar a ter uma mente saudável e direcionada para o sucesso, quebrando crenças e pensamentos limitadores, criando novas maneiras de enxergar as situações e novas estratégias de ação. Depende só de você : deseja ter uma mentalidade rica ou pobre?

Como parar de se sabotar e conquistar o que deseja?

Auto sabotagem é quando criamos obstáculos e empecilhos que nos atrapalham na hora de realizar tarefas ou conquistar objetivos. Ela se apresenta de diversas maneiras e em inúmeras situações, mas com uma única certeza, não faz bem e o único prejudicado é você mesmo. Porém, muitas vezes não compreendemos a razão desse comportamento, pois isso ocorre de maneira inconsciente e existe um ganho secundário envolvido.

Quantas vezes você sabia que tinha que fazer algo importante, mas acabou procrastinando e não fazendo? Seus relacionamentos sempre fracassam? E a dieta, você até tenta fazer, mas sempre acaba comendo algo que não deveria? Se alguma dessas situações lhe é familiar, talvez você esteja se sabotando.

Não deixe que a autossabotagem adie as suas conquistas em 2.020.

A Meus Miolos trabalha com estratégias e metodologias diversas para resolver essa questão e ajudá-lo a ser mais realizador, deixando de lado a procrastinação e todas as suas consequências. Já parou para pensar como seria diferente se deixasse de se autossabotar e conquistasse os seus objetivos e desejos?

Quer saber mais, deseja parar de se sabotar e ser mais realizador(a)? Então, cadastre-se aqui no blog e no canal do Youtube e fique por dentro do nosso conteúdo, ou agende um horário pelo (31) 3586.0188 / 9.98580188.

Você é uma pessoa resiliente?

Essa palavra é muito utilizada nos dias de hoje, seja no ambiente de trabalho, familiar, e em relacionamentos pessoais, é citada como uma das competências de pessoas de sucesso. Mas afinal, o que é resiliência e por que ser alguém resiliente é tão positivo, pode nos levar ao sucesso e nos ajudar a enfrentar os obstáculos da vida de forma mais amena?

Voltando à origem da palavra, resiliência vêm do latim e significa “ricochetear, pular de volta”, resultado da soma do prefixo RE-, “para trás”, e SALIRE, “pular”. Dito isso, pode parecer um sinônimo de retrocesso, que significa um deslocamento físico para trás, um retorno ao local de onde saiu, mas não é bem assim. Alguns conceitos sobre resiliência já estão ultrapassados ou desatualizados, pois é um tema pesquisado há mais de 60 anos, e com muitas referências e teses. A partir dos anos 90, uma nova geração de estudiosos mostram uma outra concepção para superar um momento de estresse e adversidade.

Resiliência é um conceito emprestado da Física, que representa a propriedade dos corpos que voltam à sua forma original, depois de terem sofrido uma deformação ou choque. Aplicado às pessoas, resiliência representa a capacidade do indivíduo de se adaptar, superar pressões, obstáculos e problemas, e reagir positivamente a eles, sem entrar em conflito psicológico ou emocional. Em síntese, é a capacidade de se recuperar diante das adversidades, adaptar-se às situações, aprendendo com elas e promovendo mudanças de comportamento. Leia Mais

O que é Síndrome de Burnout?

Você já se sentiu esgotado, sem energia, a ponto de não render tanto quanto gostaria no trabalho ou começaram a aparecer cada dia um sintoma físico diferente: dor de cabeça, dor de estômago, alergia, dores musculares e outras mais ?

A Síndrome de Burnout é um distúrbio psíquico caracterizado pelo estado de tensão emocional e estresse provocados por condições de trabalho físicas, emocionais e psicológicas desgastantes. Ela se manifesta especialmente em pessoas cuja profissão exige envolvimento interpessoal direto e intenso,  que centralizam diversas atividades ou de muita responsabilidade, profissionais da área da saúde e educacionais.

Traduzindo Burnout significa queimar-se por completo, o que caracteriza o stress no seu nível mais intenso. Hoje a Síndrome de Burnout entrou para o hall de doenças, segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde). E as consequências podem ser graves para a saúde física, emocional e profissional para o indivíduo e para os negócios.

Dor de cabeça, enxaqueca, cansaço, sudorese, palpitação, pressão alta, dores musculares, insônia, crises de asma, distúrbios gastrintestinais são algumas das manifestações físicas associadas ao stress ocupacional e que podem evoluir para a síndrome de Burnout. Uma exaustão emocional é caracterizada por queda ou ausência da energia, sensação de esgotamento e de incapacidade, tensão, frustração, insatisfação e comportamentos negativos.

Diversos aspectos influenciam na ocorrência do stress ocupacional ou da síndrome de Burnout, como socioeconômicos, culturais, a competitividade do mercado, as condições de trabalho, ausência de repouso ou lazer, demandas ou excesso de fatores estressores no ambiente de trabalho . Isso tudo impacta na produtividade e no desempenho dos profissionais.

Ela pode ser decorrente de uma falta de recursos do indivíduo em lidar com situações estressantes no ambiente de trabalho, e é resultado não apenas de um único evento, é um processo. E o profissional percebe-se incapaz de lidar emocionalmente e resolver questões ou problemas no trabalho e nos relacionamentos afetivos. Muitas vezes, as pessoas mais susceptíveis a desenvolver a exaustão emocional decorrentes da síndrome são aquelas com  alta expectativa e sem o conhecimento  de estratégias para enfrentar as adversidades e frustrações.

As consequências psicológicas e sociais podem ser a depressão, abuso de álcool e drogas, risco de suicídio e os  problemas de conduta no trabalho, tais como absenteísmo, atrasos, diminuição da qualidade das tarefas realizadas e baixo desempenho ocasionadas pelo Burnout podem ser maiores que as físicas.

Diante desse contexto, fica evidente a necessidade de trabalhar a própria mente para gerenciar as emoções, desenvolver estratégias para  lidar com as adversidades e pressões e intervenções para gerenciar o stress, aumentando o bem estar  e  reduzindo o stress no trabalho, tanto para colaboradores quanto diretores e gestores das empresas.

Quer saber mais como evitar o Burnout e reduzir o stress ocupacional?

Cadastre-se no blog e fique por dentro do nosso conteúdo,  agende um horário para atendimento ou contrate pelo (31) 3586.0188 / 9.98580188.

18 de janeiro: Dia Internacional do Riso

Retrato da felicidade, motivo pelo qual o palhaço se apresenta, o mais puro gesto estampado no rosto de uma criança… O que todos esses pontos têm em comum? Fácil, todas são diferentes formas de caracterizar o riso, ato pelo qual muita gente identifica a alegria e mais uma enxurrada de sentimentos bons. Há quem diga que o riso abre o coração e tranquiliza a alma.

E você sabia que por ser algo tão positivo, o riso tem um dia inteiramente dedicado a ele?

Hoje, 18 de janeiro, é o Dia Mundial do Riso! Uma boa oportunidade de dar boas gargalhadas junto de pessoas queridas ou de desconhecidos. Que tal experimentar ?

Para que o simples fato de rir seja possível, o corpo humano pode chegar a movimentar até 80 músculos, mexendo com o cérebro, garganta, coração, tórax, abdome, pernas, pés e o rosto, claro!  São 40 músculos só na região da cabeça, face e pescoço. E segundo estudos na área, ele traz efeitos terapêuticos, como a liberação de endorfina e de hormônios neurotransmissores que proporcionam bem-estar e prazer.

O riso proporciona diversos benefícios para a saúde física, mental, emocional,  para a vida pessoal, social e profissional. Diante da importância do tema, a Isabela concedeu entrevistas para a Rádio CBN Belo Horizonte e para a Record TV Minas.

Dentre os tantos benefícios que o riso pode trazer, estão: Leia Mais

Busque sua melhor versão todos os dias

Apaixone-se pelo processo de amadurecimento. Mudar é essencial e muito bom para o crescimento pessoal e para a sua própria evolução como ser humano. Por isso, mantenha o compromisso de fazer o melhor para si todos os dias, sem se comparar com os outros. Sabemos que não é algo assim tão simples, mas possível.

O nosso trabalho, aqui na Meus Miolos, é exatamente esse: ajudar você, seu time ou empresa a evoluírem, a serem mais felizes, menos estressados e a conquistarem os objetivos. Isso tudo com estratégias personalizadas.

Quer saber mais? Cadastre-se aqui no blog, acompanhe os vídeos no canal do Youtube e  fique por dentro do nosso conteúdo, ou agende um horário pelo (31) 3586.0188 / 9.98580188.

 

Copyright © 2014-2017. Desenvolvido por Atlas Design.