Será que você está estressado(a) ?

Stress: principais origens e sintomas.

stress4

 

O estresse tem como origens fatores internos e externos. Muitas vezes o indivíduo não consegue identificar se está estressado por desconhecimento dos sintomas ou das origens e causas. Ou então mesmo que perceba que tem algo desconfortável ocorrendo, não sabe o que fazer para mudar esse quadro. Vamos aos esclarecimentos nesse post.

Pesquisas com mais de dez mil pessoas em vários tipos e porte de organizações em diferentes países, revelaram seis categorias de origens do estresse :

– carga de trabalho (excesso de trabalho, falta de recursos);

– controle (microgestão, falta de influência, responsabilidade sem poder);

– recompensa (salário, reconhecimento ou satisfação insuficiente);

– comunidade (isolamento, conflito, desrespeito);

– justiça (discriminação, favoritismo);

– valores (conflitos éticos, tarefas sem sentido, crenças).

É claro que isso aí pode ser ainda ramificado em muitos outros fatores. Dois fatores importantes causadores do estresse, segundo o ISMA, são a ambiguidade, os conflitos e os relacionamentos interpessoais.

Embora contribuam significativamente, o trabalho, o mercado difícil, a ameaça de desemprego, a crise, o mau humor do chefe,  a ineficiência dos funcionários, a pressão e cobrança, o excesso de responsabilidades… Esses não são os únicos culpados pelo aumento da quantidade de estressados no mundo. Nem sequer são os mais importantes fatores.

A maior parte da responsabilidade é do próprio indivíduo que, além de não saber estabelecer o limite entre o  estresse positivo e o negativo, não conhecem estratégias que possibilitem mudanças reais, não sabem lidar, enfrentar e resolver os desafios que surgem à frente de maneira assertiva.

E como saber e identificar se você está estressado?

Abaixo seguem alguns sintomas que podem ajudá-lo nessa tarefa.

Principais sintomas:

– Irritação acima do aceitável

– Insônia e sensação de desgaste ao acordar

– Dificuldade de concentração

– Redução da produtividade

– Desmotivação

– Lapsos de memória

– Dores musculares

– Ansiedade

– Mudanças de humor

Quando se tem vários dos sintomas descritos acima é necessário urgentemente efetuar mudanças desse quadro para que doenças mais sérias não comecem a aparecer como depressão, síndrome do pânico, pressão arterial alta e até infarto. Ou então que você tenha que pagar o preço do seu próprio negócio, dos resultados da sua equipe e da organização onde trabalha, do desequilíbrio familiar, dentre outras consequências.

Eu, Isabela Capelão,  sei como é vivenciar esses sintomas e paguei um preço por ignorá-los com uma doença mais séria. Por isso, o meu trabalho hoje é ajudar você com estratégias e ferramentas que lhe proporcionem efetuar mudanças nesse quadro e consequentemente melhore a sua qualidade de vida no trabalho e nos relacionamentos. Continue acompanhando os posts aqui no blog, os vídeos no canal www.youtube.com/isabelacapelao, Instagram e Facebook.

Quer saber mais? Envie perguntas para que eu possa ao responder, ajudá-lo(a) nesse desafio!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Copyright © 2014-2017. Desenvolvido por Atlas Design.