Mudança de direção em plena crise é possível

A insatisfação de muitos profissionais em relação ao trabalho cresceu nesta pandemia. E passaram a ser corriqueiros os questionamentos como “Será que estou no caminho certo?” ou “É isso mesmo que eu quero para minha vida?”. Tais indagações são muito naturais, afinal, quem nunca teve esse tipo de questionamento? Sem contar que esses quase seis meses de pandemia têm provocado incertezas e impactado as emoções, os relacionamentos e a forma como as pessoas enxergam a carreira.

Por isso, para inspirar quem também se sente assim, eu apresento relatos de duas mulheres que resolveram investir em seus talentos e forças para mudar o rumo de suas carreiras. Identificar esses dons nem sempre é fácil, pois eles não aparecem de maneira óbvia. A pandemia tem acelerado sobremaneira processos e transformações. Diante disso, o que você vai ver são duas mulheres que viram na pandemia o momento propício para realizar uma grande mudança profissional e pessoal.

Transformação depois dos 40

Há mais de três anos, Jacqueline de Carvalho Tomaz queria trabalhar em algo que de fato a encantasse e fizesse seu coração pulsar mais forte. Nesse período, mudou de emprego e pensou que estar perto do setor de pesquisa e inovação seria o suficiente. O ano de 2020 se iniciou cheio de sonhos e, com a pandemia, vieram algumas frustrações também. O adiamento de ascensão e mudança de carreira dentro da própria empresa em que trabalhava ficou longe do horizonte.

Durante os primeiros meses de pandemia, ela, que é viciada em atividade física, percebeu que a rotina de exercícios físicos não estava sendo suficiente para descarregar o turbilhão de sentimentos ocasionados pelo isolamento social, como angústia, ansiedade e desejo de mudança. Então, ela começou a estudar por conta própria assuntos relacionados a plantas medicinais e aromaterapia.

Jacqueline de Carvalho foi gostando e, aos poucos, se redescobrindo. Aos 41 anos, decidiu que não era mais hora de esperar. Percebeu que a terapia holística tinha tudo a ver consigo. Solteira,  determinada e sem filhos, pegou a calculadora, fez as contas e viu que dava para viver da sua reserva durante os próximos meses. Recebeu apoio e incentivo de amigos próximos.

Segundo conta, o tempo passou a ser algo valioso para ela e por isso apostou na qualidade de vida e no seu talento natural para ouvir as pessoas e aconselhar mulheres. Criou uma página no Instagram sobre aromaterapia e está fazendo uma maratona de cursos relacionados ao tema. Jacqueline conta ainda que os anos de terapia lhe deram conhecimento e a fizeram enxergar a oportunidade de realizar uma grande mudança em sua vida. Confessa que teve receio no início, em se jogar e se arriscar, porém, os sonhos falaram mais alto. Ela diz que se sente mais viva e focada.

180º aos 30

Outro caso de quem se redescobriu nesta pandemia foi da Júlia Sant’Anna, 30 anos, que  trabalhava há mais de cinco anos como analista contábil, em uma das maiores construtoras do país. Emprego fixo, estável e uma longa carreira numa empresa multinacional, ainda teve a oportunidade de trabalhar em projetos nacionais e viajar para o exterior. Mesmo assim, percebeu com o tempo que não estava se sentindo realizada, sentia que a vida lhe pedia novos desafios.

Em 2020, sentiu um desejo grande de se envolver com causas sociais e, na pandemia, essa vontade de mudar ficou ainda mais evidente. Muito presente nas redes sociais, Júlia coleciona, literalmente, registros e momentos inesquecíveis com amigos. E foi ali que percebeu que poderia usar os seus relacionamentos e força de alcance para mobilizar pessoas em assuntos relacionados a políticas públicas e educação.

Os meses da pandemia foram avançando e uma semente dentro dela foi se aflorando cada vez mais. Ela já sabia o que queria fazer, mas antes de tornar público, queria comunicar seu gesto de coragem aos amigos e familiares. Ela acredita que seu caminho é possível dentro da política e, por isso, se lançou como pré-candidata a vereadora. Questionada sobre o tradicional “E se você não se eleger, como fazer?”, ela disse que não se preocupa com isso. Traçou um  plano para atingir seus objetivos e acredita poder alcançar, com bastante empenho, as metas estabelecidas.

E agora, será que é a sua vez? 

Cada um de nós possui habilidades, talentos e forças pessoais características e únicas. Saber reconhecê-las e potencializá-las é um grande passo para a realização e felicidade. Os relatos da Jacqueline de Carvalho e da Júlia Sant’Anna denotam grande gesto de coragem,afinal, num momento de demissão em massa e delicado como esse, elas resolveram pedir demissão dos seus empregos e ousar seguir os seus desejos.

Considero interessante compartilhar essas histórias, pois elas funcionam como um incentivo para todos vocês. E serve como lição de que, com autoconhecimento, determinação, planejamento e atitude, os sonhos tornam-se possíveis. O que elas fizeram foi aceitar que mudanças são necessárias, que ciclos precisam ser encerrados e que não é preciso ter medo e se reinventar, seguir outra carreira ou outros rumos na vida.

Esse pode ser o momento de você repensar sobre seus talentos, suas forças pessoais e se as utiliza na sua atividade profissional. Porém, se está insatisfeito, desmotivado ou sente que não utiliza a sua capacidade no trabalho, provavelmente você está na empresa ou na profissão errada. A maioria das pessoas permanece na empresa ou na carreira indesejada por acreditar que não tem outra alternativa ou porque é velho demais, por medo de trocar o “seguro” pelo duvidoso, por medo de realizar mudança. E assim deixam de experimentar o flow, vivem com o mínimo de si.

Fazendo um adendo, o conceito de Flow foi proposto pelo professor de psicologia Mihaly Csikszentmihalyi. O Flow acontece quando, ao realizarmos uma determinada atividade, ficamos completamente imersos, experimentamos uma sensação de foco energizado, envolvimento e fluidez no processo de realização de algo, que é, ao mesmo tempo, desafiador e recompensador. E, segundo Martin Seligman (o pai da psicologia positiva), as pessoas são mais felizes quando utilizam as suas forças em todos os aspectos de suas vidas. E assim também é possível superar os obstáculos com mais facilidade, encontrar os melhores caminhos e conquistas em diversos âmbitos da vida.

Alguns momentos da nossa vida, como o atual, nos possibilita refletir e aprender. O que a pandemia tem nos ensinado é que a vida é uma só e que o tempo é cada vez mais precioso. Por isso, esse momento é uma grande oportunidade de enfrentar os desafios e se reinventar, ser feliz e realizado.

Tudo bem! Pode não parecer tão simples assim, mas com a ajuda de um profissional que possa te orientar e ferramentas que auxiliem nesse processo, torna-se possível essa redescoberta e a conquista dos seus objetivos. Nós aqui da Meus Miolos podemos te guiar nesse novo caminho. Conheça o método “Os 7R´s da Reinvenção” e mude a rota da sua história.

4 comentários

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Copyright © 2014-2017. Desenvolvido por Atlas Design.